Luftwaffe Airbus A321LR Transporte Alemanha
Foto: Lufthansa Technik/Divulgação

A Força Aérea da Alemanha (Luftwaffe) recebeu nos últimos dias um Airbus A321neo LR, na versão de alcance estendido da aeronave. O avião também será o primeiro da família neo da Airbus destinado a uso militar, e com menos consumo de combustível.

“O A321neo tem novos materiais instalados. Estes são significativamente mais leves, os motores são mais potentes e consomem menos combustível e são significativamente mais silenciosos. Os equipamentos de navegação e comunicação são mais confiáveis ​​e precisos”, disse o Coronel Daniel Draken.

Coronel Daniel Drake na foto.

O A321 LR será utilizado para transportar pessoal e, em alguns casos, material. O interior também poderá receber uma configuração de transporte aeromédico no futuro, algo que ainda está sendo desenvolvido pela divisão militar da Airbus. Toda a montagem final da aeronave foi realizada em Hamburgo, na Alemanha.

“Nosso novo Airbus em breve estará voando para o oeste através do Atlântico, por exemplo, para pegar as tripulações da Marinha na América Latina, levará nossos camaradas do exército para a Lituânia ou nossos soldados para a África”, disse o tenente-general da Luftwaffe Ingo Gerhartz.

O Coronel Draken negou que o A321 LR será utilizado para transporte de políticos. A pintura utilizada nesses casos é outra, apesar do interior ser equipado confortavelmente com apenas 136 assentos, abaixo da capacidade máxima do próprio A319neo.

“No entanto, não quero descartar que, dependendo da disponibilidade de nossa Frota Branca, não voaremos uma ou outra missão político/parlamentar com esta aeronave”, declarou o Coronel Drake.

“Devido a um consumo de combustível significativamente menor (aprox. 2.200 kg/h versus 3.000 kg/h) e uma melhor combustão, são produzidos menos poluentes. Além disso, a emissão de ruído é significativamente reduzida pelo FAN maior”, ressaltou o Coronel Drake sobre o impacto ambiental de utilizar essa nova aeronave.

A Força Aérea da Alemanha está passando por uma extensa modernização da sua frota de transporte, no passado três A350-900 foram comprados, para substituir os antigos A340, e mais dois A321LR também foram encomendados. A Airbus já entregou uma unidade de cada aeronave, e espera entregar o segundo A350 até outubro deste ano.