AviationXP Goiânia
Foto: Divulgação

Após uma primeira edição bem-sucedida no ano passado, a AviationXP voltará à cidade de Goiânia (GO) nos dias 29 e 30 de junho de 2022.

O evento acontecerá no Aeroporto Santa Genoveva e reunirá diversos players do mercado de aviação geral, com exposição de aeronaves, produtos, serviços e debates de temas pertinentes à aviação na região Centro-Oeste. 

Entre os potenciais participantes do evento, estão profissionais de aviação, donos de aeronaves, empresas de táxi aéreo, autoridades, administradores de aeroportos, empresas de ground handling, produtores do agronegócio e outros.

Para a edição deste ano, estão confirmados stands das empresas Tecnam, fabricante italiana de aeronaves, Pilatus/Synerjet, Vulcanair/Baburich, Cirrus/Plane Aviation, Piper/JP Martins, Aerian, Global Parts, Diamond Aviação, Aeromecânica, CCR, Razac, Dancor Seguros, Antares Polo Aeronáutico, Helipark, entre outras.

 

Evento busca repetir sucesso da primeira edição

Devido ao grande sucesso da edição de 2021, o evento de negócios iniciou as vendas para este ano com 80% dos espaços disponíveis já comercializados.

Para se ter uma ideia do potencial de negócios, durante os dois dias de evento no ano passado, o público presente chegou a 2.200 visitantes, movimentando um valor de US$ 8 milhões em acordos fechados, dentre eles a venda de aeronaves, áreas para construção de hangares e outros.

“O Centro-Oeste é um dos principais destaques do país quando se trata de aviação geral, principalmente impulsionada pelo agronegócio, que é a principal atividade econômica da região. A edição do ano passado revelou a grande oportunidade de negócios que existe no mercado e a necessidade de eventos desse porte que possibilitem a conexão entre as grandes empresas do setor”, afirmou Gledson Castro, diretor da G2C Events, organizadora da Aviation XP.

Cessna C208 Grand Caravan EX Piloto
Cessna C208 Grand Caravan EX

Para se ter uma ideia da força da região no setor, no ano de 2020 a aviação geral conectou 2.243 aeródromos em todo o país, segundo dados do Anuário Brasileiro de Aviação Civil. Desse total, os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul foram responsáveis por 11% das conexões cada, ficando atrás apenas do estado de São Paulo, com 23% das conexões.

Quando se trata de Aeródromos Privados (sem considerar helipontos e helidecks), a  maior parte se encontra no Centro-Oeste, com destaque também para o Mato Grosso (524) e Mato Grosso do Sul (437).

Já em relação à frota, o Centro-Oeste conta com 2.968 aeronaves convencionais, 193 helicópteros, 492 turboélices, 140 jatos e 5 anfíbios. As aeronaves do tipo turboélice foram as que tiveram maior aumento na região, com 16 unidades a mais em 2020.

Mais informações – https://aviationxp.com.br/