Aviões mais rápidos do Mundo Velocidade Mach

Nesse artigo vamos conhecer os dez aviões mais rápidos do mundo, máquinas super potentes com motores super furiosos ultrapassando Mach 2.0 facilmente, são capazes de levar bombas de grande massa de destruição, também sendo utilizado em pesquisas.

Antes de mais nada, cabe lembrar que a lista está ordenada pelo Número de Mach, então as velocidades em quilômetros por hora podem parecer contraditórias. Isso se dá por conta da variação de altitudes e velocidades relativas.

Para melhorar um pouco a compreensão do leitor, as velocidades serão convertidas em quilômetros por hora com base em uma altitude padrão de 30 mil pés (9144 metros). 

Também é bom destacar que aviões não voam constantemente em sua velocidade máxima, já que envolve o uso da potência máxima dos motores, o que por sua vez gera um grande consumo de combustível, sendo uma exceção apenas para o SR-71 Blackbird e YF-12 por conta de seus motores turboramjet. 

Você também pode conhecer os 10 aviões mais rápidos do mundo no vídeo abaixo:

10º – Sukhoi Su-27 Flanker

SU-27 Flanker da Ucrânia

 

Começando pelo décimo que dessa lista seria praticamente o caça “mais lento”, o Sukhoi Su-27 Flanker voa à Mach 2.35, que equivale a 2565km/h à 30 mil pés. 

O avião foi construído para URSS combater de frente com os caças F-15 Eagle da USAF, o primeiro a utilizar a o sistema Fly-By-Wire que normalmente utilizado em aviões comerciais.

O caça tem 10 cabides para carregar mísseis ar-ar, ar-solo, bombas e foguetes, além de um canhão GSh-30-1 de 30mm, com 150 munições. 

Após a criação do Su-27 foram desenvolvidas diversas variantes e subvariantes de atualizações do modelo, dentre elas: Su-30, Su-33, Su-34, Su-35, Su-37.

9º – General Dynamics F-111 Aardvark

F-111

O nono lugar ficou guardado para o F-111 Aardvark, um caça-bombardeiro tático, capaz de voar seus incríveis Mach 2.5, que equivalem à 2729Km/h, também à 30 mil pés, como explicado anteriormente.

Sua principal variante, F-111F, tinha capacidade de transportar 14300 kg de mísseis, bombas, incluindo nucleares, e um canhão rotativo M61 Vulcan, de 20mm. O Vulcan foi pouco usado pelo F-111, sendo retirado ainda nos anos 80.

Uma versão naval chegou a ser testada pela Marinha, ainda antes de entrar em serviço com a Força Aérea dos EUA. No entanto, a aeronave, além de ser muito pesada para as operações em porta-aviões, não atendia as necessidades da US Navy, o que deu origem ao F-14 Tomcat. 

O F-111 foi aposentado em 2010 e seu último usuário foi a Força Aérea Real Australiana. 

8º – McDonnell Douglas/Boeing F-15 Eagle/Strike Eagle

F-15C Eagle disparando um míssil AIM-120 AMRAAM. Foto: USAF.

 

O F-15 Eagle ocupa a oitava posição, sendo um caça que também voa a Mach 2.5. A aeronave foi construída para servir à USAF e atualmente há mais de 1.200 exemplares em diferentes tipos do modelo, voando pelo Japão, Arábia Saudita, Israel, Estados Unidos, Singapura, Coreia do Sul e, futuramente, no Qatar também. 

Nos EUA, os F-15C/D Eagle mais antigos serão substituídos pelo F-15EX, uma versão ainda mais potente e com aviônicos do estado da arte, similares aos encontrados em caças de quinta geração como o F-22A Raptor. 

Originalmente projetado como um caça de superioridade aérea, o F-15 Eagle evoluiu para o F-15E Strike Eagle, um caça-bombardeiro de longo alcance, podendo empregar uma variada gama de bombas e mísseis, além do canhão M61 Vulcan. 

7º – Mikoyan MiG-31 Foxhound

MiG-31 com mísseis R-33. Foto via Military Watch Magazine.

 

A Rússia carimbou o sétimo lugar com o Mikoyan MiG-31 Foxhound voando a Mach 2.83 3089km/h, impulsionado por dois enormes motores Soloviev D-30. 

O interceptador soviético foi construído para derrubar aeronaves inimigas, especialmente bombardeiros, a longas distâncias. O MiG-31 foi o primeiro avião de caça a usar um radar de varredura eletrônica, equipado com um BRLS-8B Zaslon.

Ele pode carregar mísseis ar-ar de longo alcance R-33 e R-37 (esse último apenas nas versões modernizadas MiG-31BM), mísseis ar-ar de curto alcance R-60M e R-73, o míssil balístico hipersônico Kh-47M2 Kinzhal e o míssil anti-radar Kh-58U. Ele chegou a ser armado com um canhão rotativo GSh-6-23, de 23mm, que mais tarde foi retirado. 

Atualmente este avião voa pela Força Aérea da Rússia e do Cazaquistão.

MiG-31 com o míssil Kinzhal. Foto- Piotr Butowski/Aviation Week.

6º – North American XB-70 Valkyrie

xb70

O sexto lugar fica com um avião um pouco tímido, porém potente. O XB-70 Valkyrie foi uma grande aeronave equipada com seis motores turbojatos General Electric YJ93 chegando à Mach 3.0, 3275Km/h. 

Projetado originalmente como um bombardeiro capaz de voar 6900km dos EUA até a União soviética transportando 14 bombas nucleares,  apenas dois protótipos do XB-70 foram construídos, com a aeronave sendo muito mais usada em testes com a NASA durante sua curta vida operacional.

Um dos modelos foi perdido em um acidente quando um F-104 Starfighter colidiu com a aeronave em um voo para um ensaio de fotos. 

5º – Bell X-2 Starbuster

x2

O X-2 Starbuster fabricado pela americana Bell, e ocupa a quinta colocação aqui no Top 10. Esta é uma aeronave que não coloca medo no inimigo, realizava apenas serviços de estudos e pesquisas sobre voar acima de Mach 2.0.

O X-2 foi a continuação do Programa X2, paralisado em 1956. Este estudava o comportamento da aeronave em grandes velocidades, com foco no desenvolvimento de aviões com esta tecnologia.

O avião não levava nenhuma bomba ou míssil, e não tinha poder bélico.

x-2

O X-2 conseguiu atingir Mach 3.196, que chega a ser quase 3489km/h, e o programa só foi parado após um acidente fatal com o piloto Milburn G. Apt, que fez uma curva muito fechada perdendo o controle da aeronave, tentou ejeção e apenas um paraquedas pequeno se abriu, vindo a se chocar em alta velocidade no solo.

4º – Mikoyan MiG-25 Foxbat

 

O quarto colocado é o Mikoyan MiG-25 Foxbat, um dos caças mais famosos da URSS.

Antecessor do MiG-31, o MiG-25 foi desenvolvido inicialmente para interceptar o XB-70, ocupante da sexta posição, para isso foi construído com grande capacidade de velocidade, podendo chegar a Mach 3.2, 3493 km/.

O Foxbat poderia carregar mísseis ar-ar de curto alcance R-60 e R-73, R-23 de médio alcance e R-40 de longo-alcance, além de bombas convencionais em versões de caça-bombardeiro. Fora isso, o MiG-25 também foi usado extensivamente como aeronave de reconhecimento. 

O MiG-25 nunca abateu nenhum SR-71 Blackbird, aeronave de reconhecimento estratégico que é comumente vista como sua “arqui-rival”, mas obteve sucesso em combates durante a Guerra Irã-Iraque. Mais de 1100 unidades foram produzidas, com algumas poucas ainda em serviço na Argélia, Síria e Líbia, em condições desconhecidas. 

Apesar da velocidade impressionante, o caça era limitado à Mach 2.83, voando bem abaixo disso normalmente. A razão pra isso era o superaquecimento dos motores, que poderia causar danos catastróficos ao Foxbat. 

3º – Lockheed SR-71 Blackbird

O SR-71 Blackbird ocupa a terceira posição no ranking do nosso Top 10 com Mach 3.32, ou 3624Km/h, sendo a aeronave mais rápida já fabricada em uma linha de produção, apesar de não ser a vencedora desse ranking. 

Introduzido em serviço com a USAF em 1966, 32 unidades foram usadas pela Força Aérea em missões de reconhecimento estratégico (espionagem) em testes com a NASA, até ser aposentado totalmente em 1999. 

Na época, o SR-71 já incorporava alguns elementos de tecnologia stealth, o que dificultava muito a sua detecção por radares inimigos. A aeronave foi engajada diversas vezes em suas missões no Oriente Médio e nas extensas fronteiras da União Soviética, mas nunca foi abatida.

sr71

Foi uma aeronave tão rápida que chegava a dilatar o metal de sua fuselagem, portanto sua construção foi com peças pequenas e grandes folgas entre elas, devido a isso, quando parado em solo existiam vazamentos de óleo e combustível a partir da sua fuselagem.

 

2º – Lockheed YF-12

yf-12

O segundo lugar é o YF-12, um irmão um pouco mais velho do SR-71 Blackbird, e um pouco mais rápido também, voando em Mach 3.35, 3658km/h.

Com a aparência “idêntica” ao SR-71, o modelo foi construído para ser um interceptador, podendo carregar três mísseis de longo alcance AIM-47, porém, seu projeto foi cancelado por contas de custos, especialmente pela entrada dos EUA na Guerra do Vietnã em 1964. 

Se você ficou confuso com essa história, pode conferir mais sobre o assunto Clicando Aqui.

 

 

 

Agora vamos falar do campeão do nosso TOP 10!!!

1º – North American X-15

O North American X-15 tem o recorde MUNDIAL de velocidade, entre os aviões mais rápidos do mundo, apesar de utilizar um motor de foguete para chegar nessa velocidade.

A aeronave tripulada chegava aos incríveis Mach 6.70, algo equivalente a 7274Km/h. É isso mesmo que você está lendo! 7,274Km/h, em um voo com o piloto de testes William J. “Pete” Knight em 03 de outubro de 1967 à 102,100 pés. 

x-15

x-15

Para voar, o X-15 é levado a 14000 pés pelo bombardeiro americano B-52 e nessa altitude é solto com seu potente foguete acionado em seguida, assim conseguindo voar com sua incrível velocidade, outro recorde que ele bate é de altitude, conseguindo chegar a mais de 100 km.

Este foi o experimento mais avançado da NASA sobre voos supersônicos e hipersônicos na década de 50/60.

O curioso que ele só tem o trem de pouso dianteiro e a parte central são dois esquis que o mantém no solo.

DEIXE UMA RESPOSTA