Azul anuncia corte de 90% dos voos, e terá apenas 70 operações por dia

A Azul S.A. comunicou hoje (24) aos seus acionistas e ao mercado em geral que adotou medidas adicionais em resposta à menor demanda por viagens devido ao impacto do Covid-19.

“À medida em que a situação do Covid-19 continua evoluindo, a nossa prioridade continua sendo a saúde e a segurança de nossos Tripulantes e clientes. Acompanhando a desaceleração que estamos vendo na economia brasileira, estamos adotando medidas imediatas para reduzir nossos custos, e preservar nossa posição de caixa. Gostaria de expressar minha profunda gratidão aos nossos Tripulantes por seus esforços extraordinários em apoiar a Azul e o papel que desempenhamos na aviação brasileira. Somos a maior companhia aérea do Brasil em termos de decolagens e cidades atendidas, que opera com aeronaves Embraer de fabricação brasileira. Entramos nesta crise como uma das companhias aéreas mais rentáveis da região, e estou confiante de que sairemos mais fortes”, disse John Rodgerson, CEO da Azul.

Ajustes na capacidade

As medidas de contenção e quarentena que estão sendo implementadas em todo o país estão limitando significativamente a mobilidade de nossos clientes, Tripulantes e parceiros, o que torna inviável a operação de várias rotas que servimos. Como resultado, de 25 de março a 30 de abril de 2020, esperamos operar 70 voos diretos por dia, para 25 cidades, o que representa uma redução de 90% da capacidade total em relação ao planejado. Estamos trabalhando com o governo brasileiro para garantir que a infraestrutura da aviação permaneça favorável para operarmos uma malha reduzida de maneira confiável, permitindo o movimento crítico de pessoas e produtos.

Iniciativas de redução de custos

Além das iniciativas de redução de custos fixos anunciadas em 16 de março, a Companhia está reduzindo os custos e despesas com folha de pagamento em aproximadamente 65% em abril de 2020, a partir das seguintes iniciativas: 

  • Aumento na quantidade de Tripulantes que aderiram ao programa de licença não-remunerada da Companhia, totalizando mais de 7.500 solicitações aprovadas até hoje, mais da metade do total de nossa força de trabalho
  • Redução salarial de 50% para os membros do comitê executivo (diretores e diretores estatutários) e de 25% para gerentes

Balanço e fluxo de caixa


Além de tomar medidas agressivas para reduzir os custos operacionais, a Companhia também está trabalhando para fortalecer sua posição de liquidez com a preservação de caixa, o que inclui:

  • Gestão ativa de todas as despesas de capital de giro
  • Eliminando todos os gastos de capital não críticos
  • Negociação de novas condições de pagamento com seus parceiros
  • Avaliação de uma nova linha de crédito com instituições financeiras 

A Companhia diz que está confiante de que irá superar o impacto do Covid-19 através de seu modelo de negócios rentável, sua forte posição de caixa e sólido balanço.

A Azul manterá o mercado informado sobre quaisquer desenvolvimentos relevantes. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA