Um mês e meio após anunciar o início das operações, a Azul pousou pela primeira vez, neste sábado (7), em Guarapuava, no Paraná. Recebido com os tradicionais jatos d’água, a chegada do ATR 72-600 da Azul mobilizou autoridades, imprensa e uma multidão de moradores da região, que celebraram juntos o novo capítulo na história da cidade do Centro-Sul paranaense.

Com voos inicialmente aos sábados, o aeroporto Municipal Tancredo Thomas de Faria passa a estar conectado ao Brasil e ao mundo com a nova operação regular para Viracopos. Do aeroporto de Campinas é possível embarcar para outras 59 cidades do Brasil e do mundo.

O vice-presidente de Receitas da Azul, Abhi Shah, celebrou o início das operações e destacou a ampla presença por todo o estado do Paraná.

“Guarapuava, agora, é Azul. Ficamos muito felizes de incluir esse novo destino doméstico em nossa malha regular. Com Guarapuava, passamos a servir a nona cidade no Paraná, com voos próprios, diretos, regulares. Temos certeza de que esse voo será um sucesso e que o fluxo aéreo trará novas oportunidades de negócio para a região, fomentando a economia local”, ressalta Shah.

Com a inauguração da base, Guarapuava se torna o 105º destino doméstico da Azul e o 115º no mundo. Além disso, o início das novas frequências na cidade do Centro-sul paranaense faz com que o Paraná tenha o mesmo número de cidades atendidas pela Azul em Minas Gerais, ficando atrás apenas de São Paulo.

Os voos entre Guarapuava e Campinas serão operados pelo ATR 72-600 da Azul e a bordo dessas aeronaves os Clientes poderão aproveitar uma viagem confortável, já que as poltronas do avião são dispostas em configuração 2×2. Além disso, eles têm à disposição a revista de bordo Azul Magazine. Para tornar a viagem ainda mais agradável, os Clientes podem contar com o serviço de bordo da Azul, com snacks e bebidas servidos à vontade.

Após os órgãos competentes certificarem o aeroporto paranaense para operações por instrumentos, a Azul tem a expectativa de ampliar sua oferta de voos com cinco operações semanais na cidade.


DEIXE UMA RESPOSTA