• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Azul leva pai da Aviação para um voo rasante em um Embraer E2 na Base Aérea de Brasília

Azul Embraer E2 Santos Dumont
Foto: Guilherme Ramos / Azul

Quem presenciou o voo rasante do Embraer E2 da Azul Linhas Aéreas, na manhã desse último domingo, na Base Aérea de Brasília, pode ter visto um pouco mais do que só uma fuselagem nova, elegante e diferente. Os mais saudosistas ignoraram a diferença de tamanho e velocidade entre as aeronaves e, por alguns segundos, avistaram, no lugar do Embraer, o 14-bis e o pai da aviação, ambos desbravando o céu, mais uma vez.  

A reação não podia ser diferente. A maior companhia aérea brasileira, em número de voos e cidades atendidas, programou uma homenagem ao Santos Dumont, o pai da aviação, que fez decolar um voo repleto de simbolismos, entre os seus mais de mil voos desse dia.

O voo, estrategicamente numerado de AD 150 e identificado pelos controles de tráfego aéreo como “Azul Dumont”, decolou ontem do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, às 8h00, e pousou em Brasília, por volta das 9h30, para, após duas passagens baixas para demonstração da aeronave às milhares de pessoas presentes, realizar uma cerimônia de batismo.

 

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por AEROFLAP (@aeroflap)

 

 

A aeronave da Azul, que agora tem a imagem e a famosa assinatura Santos=Dumont, maneira como ele gostava de reforçar a brasilidade do nome, apesar da descendência francesa, comemora os 150 anos de nascimento do brasileiro que inventou o avião. E passa a integrar a malha da companhia aérea mais brasileira do país.  A escolha do Embraer E2 também não foi ao acaso. A Azul é a única companhia a voar com as aeronaves de fabricação brasileira no país. 

Para Fábio Campos, diretor de Relações Institucionais da Azul e um dos pilotos desse histórico voo, está no DNA da companhia, há quase 15 anos, transformar a história da aviação brasileira. E por isso a Azul não poderia deixar de homenagear o brasileiro que transformou a história da aviação no mundo.

Azul Santos Dumont

Foto: Guilherme Ramos / Azul

 

Com o logotipo em homenagem aos 150 anos de Santos Dumont criado pela Força Aérea Brasileira (FAB), o batismo do Embraer E2 da Azul contou com a presença de muitos convidados, incluindo o Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno, Comandante da Aeronáutica. Damasceno elogiou a iniciativa e também destacou a importância de contar com a parceria de uma companhia aérea tão atuante no país para levar essa homenagem para todos os cantos do Brasil e do mundo. 

“Neste ano, a Força Aérea Brasileira celebra os 150 anos de Alberto Santos Dumont com entusiasmo, organizando mais de 370 eventos em sua honra. Este visionário revolucionou a aviação mundial, abrindo caminho para o mundo que conhecemos hoje. É emocionante ver que, além de nós da Força Aérea, a Azul Linhas Aéreas se juntou a essa comemoração, realizando uma pintura personalizada do pai da Aviação em uma de suas aeronaves. Todos estamos unidos em uma justa homenagem a esse grande pioneiro”, destaca o Comandante da Aeronáutica.

Veja também:

 

 

Via: Azul

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.