• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Azul muda de cor, pelo 13º ano, para manter e ampliar os resultados de sua campanha de combate ao câncer de mama

Azul Rosa Outubro Rosa Câncer de Mama ABEAR e IATA querem maior presença feminina na aviação

Joelly Borba, gerente operacional de aeroporto, em Recife, na Azul Linhas Aéreas, foi surpreendida com o diagnóstico há quatro anos, contrariando a maioria dos dados estatísticos sobre o câncer de mama. Aos 34 anos, começava a sua primeira batalha contra a doença. “Na minha melhor fase”, como ela mesma faz questão de lembrar.  

Sua luta durou um ano e, hoje, em plena atividade, Joelly é uma das Vitoriosas da companhia que, mais do que apoio e cuidados, são incentivadas pela Azul a compartilharem suas histórias de coragem e superação com outras mulheres, dentro e fora do ambiente corporativo.   

A Tripulante e Vitoriosa, que descobriu que a melhor fase é agora, aliás, também será a porta-voz da campanha da Azul, a ser lançada hoje e assinada pela Africa. Neste ano, além da tradicional mensagem Quem se Cuida, Voa Mais, o objetivo é estimular outras mensagens importantes e afastar de vez o estigma de sentença de morte que acompanha o câncer de mama – e que, já se sabe, pode oferecer 95% de chance de cura, quando identificado precocemente.  

Tem Muito Azul na Vida Depois do Diagnóstico é o mote do Outubro Rosa deste ano e só reforça os exemplos desse grupo de mulheres, As Vitoriosas da Azul. Dos mais variados perfis e idades, elas têm um aprendizado em comum: todas garantem que os desafios e as transformações inevitáveis pós-doença só as deixaram ainda mais empoderadas, felizes e com vontade de viver. 

“Por mais um ano, a Azul traz histórias inspiradoras de mulheres que venceram o câncer, principalmente por terem detectado a doença logo no começo. A ideia é mais que mostrar a importância da prevenção, mas também trazer leveza e esperança a um tema tão sensível. Com “’Tem Muito Azul na Vida Depois do Diagnóstico”, a Azul reforça seu compromisso no combate ao câncer e, ainda, inspira as mulheres a se cuidarem e a acreditarem que, por pior que seja o diagnóstico, existe sempre a esperança da cura”, comenta Sophie Schonburg, diretora de Criação Executiva da Africa Creative. 

 

13 anos da campanha anual que deixa a Azul mais Rosa 

Azul Linhas Aéreas Dia da Mulher Rosa

Na lista das principais causas que a Azul apoia, anualmente, há mais de uma década, a campanha do Outubro Rosa mobiliza toda a companhia, não apenas com a troca simbólica da cor em suas redes sociais ou usada, voluntariamente, pelos Tripulantes como “uniforme”. As iniciativas, programadas e lideradas pelas áreas de Pessoas e Responsabilidade Social, ocorrem durante todo o mês e extrapolam o ambiente corporativo. 

Alguns resultados, inclusive, motivaram ainda mais a campanha deste ano, levando as mensagens para além das orientações sobre prevenção. Segundo Jason Ward, vice-presidente de Pessoas, Clientes e ESG da Azul, os números excelentes que têm registrado uma média de 100 exames de mamografia realizados, mensalmente, pelas Tripulantes, ao longo do ano e não apenas em outubro, mostram que as iniciativas têm funcionado e que, por isso, é possível amadurecer ainda mais o discurso de combate ao câncer de mama dentro e fora da Azul.

“Nos últimos dois anos, mesmo em meio à pandemia, conseguimos mobilizar e incentivar a realização de 5 mil mamografias, o que representa um aumento de 89% na solicitação deste exame preventivo por nossas Tripulantes. Queremos agora levar a mensagem de que vale a pena continuar investindo na prevenção ou mesmo lutar de cabeça erguida contra o câncer de mama, porque nossas Vitoriosas são a prova de que há muita vida – e uma vida Azul, até mais feliz e com mais propósito, após a doença”, explica. 

 

Algumas das ações neste ano 

Hotsite da campanha atualizado: será possível encontrar informações atualizadas e com aval da equipe médica da Azul sobre prevenção e tratamento do câncer de mama, além de outras novidades que a companhia preparou para este ano.  Acesse: www.voeazul.com.br/br/pt/sobreazul/outubro-rosa 

Speechs a bordo: essa é uma das formas que As Vitoriosas – nove Tripulantes neste ano, incluindo a Joelly — terão para compartilhar suas experiências e motivar outras mulheres em todo o país a investirem na prevenção e na luta contra o câncer de mama. Ao longo do mês, elas embarcarão em alguns voos, nos principais aeroportos, e darão às mensagens – cada uma à sua maneira – de que Quem Cuida, Voa Mais Alto e de que Tem Muito Azul na Vida Após o Diagnóstico.  

Projeto Conexão Azul Rosa e Concurso de Cartas: neste ano, algumas ações irão reforçar ainda mais a parceria da companhia com a rede Hospital de Amor, em Barretos (SP), que é referência em prevenção e tratamento de câncer no país.

A Azul mantém o transporte de pacientes da rede, em qualquer etapa do seu tratamento de câncer de mama – junto com seus acompanhantes –, de qualquer lugar do Brasil, para uma das unidades do Hospital ou instituições hospitalares mais próximas de onde elas residem. Também haverá um concurso de cartas. As pacientes terão oportunidade de escrever uma mensagem para colegas que estejam no início de tratamento. E as três, mais emocionantes e inspiradoras, serão premiadas com um pacote de viagem (1º lugar, para Porto Seguro; 2º, Recife; e 3º, Salvador), com direito à acompanhante. 

Doação para Hospital do Amor: a Azul Collection, a linha de produtos com a identidade visual da companhia, contará com produtos exclusivos para o Outubro Rosa. E o valor arrecadado com essa comercialização será destinado integralmente ao Hospital do Amor, em Barretos (SP). O mesmo irá acontecer com o Espaço Azul nos aeroportos. Além de mudarem de cor em outubro, a receita acumulada da venda no local, que traz ainda mais conforto à experiência de voo dos Clientes da companhia, será revertida em créditos para o projeto Conexão Azul Rosa 

Mutirão de Reconstrução Mamária: apoio ao projeto À Flor da Pele, do Hospital Hélio Angotti, de Uberaba (MG). Pelo 2º ano consecutivo, a Azul irá transportar os médicos especialistas, voluntários de todo o país,  que viajam especialmente para operar, durante três dias, 45 mulheres da região tratadas pelo SUS e selecionadas para essas cirurgias.

 

Leia também:

 

 

Via: Azul

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.