Boeing P-8 Poseidon Noruega

Em fevereiro deste ano publicamos que a Noruega havia recebido oficialmente o primeiro P-8 Poseidon da Força Aérea Real. E no último dia 27 de maio a Boeing disponibilizou a quinta aeronave da frota em Jacksonville, na Flórida (EUA).

O avião batizado como “Munin” ficará disponível para treinamento de pilotos noruegueses pela Boeing. Ao todo a encomenda da Noruega foi de US$ 1,2 bilhão, para cinco aviões P-8 Poseidon.

O “Munin” chegará oficialmente na Noruega em 2023, já com tripulantes treinados para a operação de patrulha marítima.

https://twitter.com/BoeingDefense/status/1529961777911541760

O Poseidon MRA1 (P-8A) da Boeing é uma aeronave de patrulha marítima multifuncional, equipada com sensores e sistemas de armas para guerra anti-submarina, bem como missões de vigilância e busca e resgate.

O avião possui um radar APY-10 para mapeamento de alta resolução, um sistema de sensor acústico, uma torre eletro-óptica / IR e medidas de suporte eletrônico (ESM).

Estruturalmente a aeronave compartilha diversos componentes com o Boeing 737-800, porém com alterações específicas para uso do avião no serviço militar.

KC-30 e P-8 em REVO.

A aeronave também pode ser armada com um sistema que inclui 129 torpedos sonobuoy para atacar alvos subterrâneos. Além disso, o P-8A pode ser reabastecido em voo.

A Noruega adquiriu cinco P-8 Poseidon para substituir seis P-3C Orion e dois DA-20 Falcon Jet. A compra também conta com cooperação industrial entre a Boeing e as empresas norueguesas Nammo, Berget, Kongsberg Defence & Aerospace e Andoya Space.

A Noruega é uma das oito nações que escolheram o P-8A como sua aeronave de patrulha marítima, junto com os Estados Unidos, Índia, Austrália, Reino Unido, Coréia do Sul, Nova Zelândia e Alemanha.