A Boeing ofereceu uma de suas maiores aeronaves para fornecer assistência médica. Em meio à pandemia global do COVID-19, a fabricante de aeronaves anunciou esta semana que ofereceu o gigante Dreamlifter para ajudar nos esforços de transporte de carga.

As entregas iriam para os profissionais de saúde nas linhas de frente contra a pandemia do COVID-19. Isso está sendo feito em coordenação com agências governamentais. O Dreamlifter está liberado para ajudar a transportar suprimentos médicos essenciais e urgentemente necessários.

Além disso, a Boeing vem doando suprimentos para apoiar esses esforços. Isso inclui milhares de máscaras, luvas e equipamentos médicos para hospitais. Além disso, a fabricante está comprometendo-se com conhecimentos de engenharia, fabricação e logística para combater o vírus.

A aeronave em si é uma versão modificada do Boeing 747, existem apenas quatro aeronaves e foram modificadas a partir de aeronaves que anteriormente voavam para outras companhias.

Além do Dreamlifter, a Boeing compromete-se a mobilizar algumas de suas capacidades de impressão 3D para fabricar protetores faciais para uso médico. Estes irão para os profissionais que estão na linha de frente.

O objetivo inicial é produzir 1000 dessas máscaras toda semana, e depois disso, a Boeing busca aumentar a produção. Essas máquinas estão localizadas em todo o país em St. Louis, Missouri; El Segundo, Califórnia; Mesa, Arizona; Huntsville, Alabama; e Filadélfia, Pensilvânia. Essas instalações fazem parte da resposta inicial da Boeing. No entanto, isso continuará apenas enquanto essas instalações estiverem em operação. A capacidade de continuar operando depende de autoridades e ordens federais, estaduais e locais de saúde.

 

DEIXE UMA RESPOSTA