Gasolina da Aviação BR Distribuidora

A BR Distribuidora enviou hoje (03/02) uma nota aos seus clientes que está suspendendo novamente o fornecimento da Gasolina de Aviação (AVGAS), utilizada em aviões de motor à pistão.

De acordo com a empresa estatal, algumas análises constataram a existência de um parâmetro fora da especificação. Por questões de segurança a distribuição foi suspensa, e os lotes afetados foram informados pela BR.

Vale ressaltar que há cerca de seis meses, em 2020, a BR enfrentou outro problema similar, quando forneceu um combustível fora da especificação, causando danos em aviões e até incidente/acidentes.

“A BR está colaborando com o levantamento que está sendo feito pelo fornecedor sobre a origem do problema e os órgãos reguladores foram comunicados do ocorrido”, disse a BR Distribuidora em nota.

A ANAC deve lançar em breve uma nota com mais detalhes sobre a qualidade do combustível e maiores recomendações sobre o caso.

 

Em nota a BR Distribuidora disse:

 

Em mensagem aos aeronautas o SNA disse:

A BR Distribuidora anunciou que suspendeu preventivamente a comercialização de avgas (gasolina de aviação) para clientes diretos e revendedores após ter sido detectada a existência de um parâmetro do combustível fora dos limites de especificação.

Diante disso, o SNA alerta todos os aeronautas que voam aeronaves com esse tipo de combustível para possíveis situações de contaminação de combustível, que podem levar a acidentes ou incidentes.

A BR informou ainda que já iniciou o recolhimento do produto comercializado.

O SNA ainda recomenda preencher um RELPREV ou ASR para o SNA ou para sua empresa caso identifique uma situação de contaminação de combustível.

 

E em nota a ANAC disse:

Aos operadores aéreos, a ANAC recomenda que, caso exista histórico ou evidências de contaminação, busquem imediatamente uma oficina de manutenção aeronáutica credenciada para uma avaliação mais detalhada, além de interromper o abastecimento das aeronaves com o combustível de aviação. Ao identificar esse tipo de caso, os relatos deverão ser enviados para o endereço de e-mail: assop@anac.gov.br 

Com as informações recebidas da comunidade aeronáutica e com a avaliação feita pela ANP, a ANAC poderá avaliar potenciais impactos na aviação geral. Se houver confirmação de contaminação que comprometa de imediato a operação de aeronaves, ANAC atuará imediatamente em prol da segurança da aviação, podendo, inclusive, recorrer a medidas cautelares e emergenciais.

É importante destacar que o combustível de aviação (AVGAs) é utilizado por aeronaves de pequeno porte e não impacta a aviação comercial, que utiliza o combustível QAV.