Embraer A-29 Força Aérea do Brasil FAB
A-29 Super Tucano Foto: Embraer

O Uruguai iniciou as negociações com o Brasil para adquirir cerca de 12 caças A-29 Super Tucano, que vão compor a Força Aérea Uruguaia. As aeronaves serão fornecidas diretamente pela FAB, e já estão operacionais no Brasil.

De acordo com informações do site infodefensa.com, cada aeronave está sendo negociada por US$ 3,5 milhões, e não devem afetar a frota da Força Aérea Brasileira, visto que são considerados aviões de estoque. O acordo tem valor total de US$ 40 milhões, ou cerca de R$ 205 milhões, aproximadamente.

Os aviões devem ser entregues sem uso para a Força Aérea do Uruguai, ou seja, com zero horas de uso. Na avaliação de Javier García, Ministro de Defesa do Uruguai, esta é a opção mais vantajosa para reforçar a defesa aérea do país.

Conheça os armamentos do Embraer A-29 Super Tucano

O infodefensa.com ainda afirma que as recentes visitas do vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, e do comandante da Força Aérea Brasileira, tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Junior, foram para negociar a compra de caças pelo Uruguai.

Os A-29 Super Tucano podem ser utilizados como substitutos do FMA IA-58A Pucará, um pequeno turboélice bimotor fabricado na Argentina, e aposentado pelo Uruguai em 2017. O país vizinho também planeja aposentar os aviões de treinamento Pilatus PC-7, substituindo-os pelo brasileiro A-29.

Atualmente a Força Aérea Brasileira tem em sua frota 31 aviões do modelo Embraer A-29A e 62 A-29B, este último com dois assentos.