Após não ter registrado nenhuma encomenda para o 737 MAX desde o último acidente com a aeronave, a Boeing fechou hoje um acordo de intenção de compra com a British Airways, para 200 aeronaves da família 737 MAX.

A British Airways pode optar por um mix de aviões 737 MAX 8 e 10, a maior versão do narrowbody da Boeing.

O acordo, se finalizado, pode ter valor total de US$ 24 bilhões. Parte dessa encomenda pode ser direcionada para companhias do Grupo IAG, como a Vueling e a LEVEL.

O Grupo IAG é composto pelas companhias Aer Lingus, British Airways, Iberia, Vueling e LEVEL, que transportam mais de 113 milhões de passageiros por ano em conjunto.

No segmento de corredor único, as companhias o Grupo IAG e suas afiliadas costumavam operar aeronaves 737 Classic. Atualmente, sua frota é quase exclusivamente de aeronaves da família Airbus A320.

No início deste ano, o grupo IAG se comprometeu e finalizou um grande pedido para o mais novo modelo de longa distância da Boeing, o 777X, para complementar sua frota de aeronaves 777 da geração atual e os novos 787 Dreamliner.

DEIXE UMA RESPOSTA