Servidores do IBAMA junto com o C-130M FAB2475 do Esquadrão Gordo. Foto: FAB/Divulgação.

No último sábado (22), a Força Aérea Brasileira realizou o transporte de sete animais silvestres órfãos de Manaus (AM) para Goiânia (GO). Foram seis macacos das espécies parauacu, guariba e barrigudo, que estavam sob cuidados do IBAMA e uma harpia que estava no Zoológico do Centro de Instrução de Guerra e Selva (CIGS) do Exército Brasileiro. 

Os animais foram transportados em um Lockheed C-130M Hércules do Esquadrão Gordo (1º/1º Grupo de Transporte), em aproveitando de uma missão de Transporte Aéreo Logístico já prevista, de acordo com a FAB. Agora, os macacos e ave estão sob os cuidados do Criadouro Conservacionista do Instituto Onça Pintada, localizado em Mineiros (GO), que agradeceu o apoio da Aeronáutica. 

“É uma honra concluir esse voo em aproveitamento a uma missão do Exército Brasileiro”, declarou um dos pilotos da aeronave, o Tenente Aviador Guilherme Sfredo Saraiva, integrante do Esquadrão Gordo.  “Estamos também trabalhando diuturnamente para realizar as missões de ajuda humanitária da Operação COVID-19, bem como muitas outras”, completou o militar. 

Segundo Natália de Sousa Lima, analista ambiental que trabalha no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) no Amazonas, os animais tinham diferentes origens e estavam há algum tempo sob os cuidados do IBAMA. “Agora, eles foram levados para um cativeiro em definitivo”, acrescentou.

O Tenente Sfredo do Esquadrão Gordo. Foto: FAB/Divulgação.

Em suas redes sociais, Leandro da Silveira, biólogo do Instituto Onça Pintada, responsável por receber os animais, retribuiu a ajuda da FAB. “O Instituto Onça-Pintada agradece à Força Aérea Brasileira pelo apoio de sempre com o transporte de animais silvestres resgatados pelos órgãos ambientais. Muitíssimo obrigado! Esse apoio é fundamental e ajuda a salvar vidas”, pontuou.

Dois dos macacos transportados pela FAB no último fim de semana. Foto: FAB/Divulgação.