• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Caças de Taiwan terão novo míssil fabricado localmente

Caça F-CK-1 da Força Aérea de Taiwan, armado com mísseis Sky Sword I e II.
Caça F-CK-1 da Força Aérea de Taiwan, armado com mísseis Sky Sword I e II.

A Força Aérea de Taiwan (ROCAF) logo poderá ter novos mísseis para seus caças F-CK-1 Ching Kuo. O Instituto Nacional Chung-Shan de Ciência e Tecnologia (NCSIST) concluiu o desenvolvimento do míssil Sky Sword III, a mais nova versão de uma família de armamentos. O novo artefato começa a ser produzido a partir do próximo ano. 

Considerado similar ao AIM-120 AMRAAM norte-americano, o novo míssil de Taiwan é orientado por radar e pode derrubar aeronaves a distâncias de 120 a 150 quilômetros. 

Míssil ar-ar Sky Sword II de Taiwan. Nova versão é  mais rápida e poderá atingir alvos a maiores distâncias. Foto: RudolphChen.

Míssil ar-ar Sky Sword II de Taiwan. Nova versão é mais rápida e poderá atingir alvos a maiores distâncias. Foto: RudolphChen.

O Sky Sword III será usado nos F-CK-1 – também chamado de Indigenous Defense Fighters (IDF) – um avião de caça fabricado em Taiwan e desenvolvido com ajuda dos Estados Unidos. Segundo o Taiwan News, a integração do novo armamento dá o IDF um sistema de armas de defesa aérea mais potente e robusto, em resposta à crescente ameaça militar representada pela China. Quando produzido, o Sky Sword III será o principal míssil ar-ar do país, disse um funcionário do Instituto ao portal. 

Os F-CK-1 já são equipados com versões mais antigas do míssil. O Sky Sword I, o primeiro modelo da família, é similar ao AIM-9 Sidewinder, orientado por calor e designado para derrubar alvos aéreas à curtas distâncias. O Sky Sword II, por sua vez, é guiado por radar e pode atingir alvos a 60 km; uma versão de alcance estendido pode atingir alvos a 100 km e ultrapassar Mach 6, seis vezes a velocidade do som. 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.