Um dos caças F/A-18 Hornet que chegaram ontem à Base Aérea de Cold Lake, Alberta, Canadá- Foto: RCAF

A Força Aérea do Canadá vai começar avaliar caças para substituir os antigos C-18 Hornet no final de maio.

Quatro empresas estão interessadas na disputa, a sueca SAAB, a Airbus Defense da Grã-Bretanha, e as norte-americanas Boeing e Lockheed Martin.

Os atuais caças já são operados por mais de 30 anos, e desde governos passados é discutida a renovação da frota de caças por algo mais moderno. O projeto foi parcialmente paralisado em 2015, depois da eleição de liberais.

A RCAF já havia emitido uma nota alegando que está interessada em adquirir um novo vetor de defesa aérea para substituir os CF-18. Algumas propostas além do Typhoon já foram divulgadas, a Saab ofereceu o novo Gripen E/F; A Airbus Defense ofereceu o Eurofighter Typhoon, a Lockheed Martin os caças F-16 e F-35 e a Boeing demonstrou o F/A-18 Super Hornet.

“Quando olhamos para as nossas fronteiras, especialmente sobre o Mar Báltico, podemos ver um aumento na atividade, não apenas na Rússia, mas também na Otan”, disse o Maj.-Gen. Mats Helgesson.