Qatar Airbus A350
Foto - Divulgação

A Qatar Airways disse nesta quinta-feira (05/08) que a Autoridade de Aviação Civil do Catar (QCAA) solicitou que 13 aviões Airbus A350 deixassem temporariamente de operar voos, após sérios problemas de degradação da pintura desses aviões.

Anteriormente a Qatar Airways anunciou que poderia até mesmo cancelar as suas encomendas, devido aos problemas de qualidade de produção. A companhia já paralisou as novas entregas do A350 devido ao defeito localizado na produção.

“Com este último desenvolvimento, esperamos sinceramente que a Airbus trate este assunto com a devida atenção que requer”, disse o CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker, à Reuters em 5 de agosto de 2021. 

“Eles estão ignorando o fato de que há problemas sérios com essas aeronaves”, disse Al Baker durante o webinar do FlightPlan III em julho de 2021. “Temos sérias preocupações com essas aeronaves”.

Esse problema não afeta a segurança de voo do Airbus A350, como no caso dos problemas de produção do Boeing 787.

No início deste ano a Airbus precisou refazer a pintura de três aviões A350XWB que atualmente operam na Lufthansa. Os aviões afetados foram os primeiros deste modelo entregues pela Airbus à companhia, e já estavam em operação.

A Qatar Airways é uma das principais clientes do programa A350XWB. A companhia foi a cliente de estreia do avião, iniciando os voos comerciais em janeiro de 2015.

A companhia aérea tem 19 aeronaves Airbus A350-1000 e 34 Airbus A350-900 com uma média de 2,7 anos de idade. Ao todo são 76 encomendas para o A350, sendo que a Airbus ainda precisa entregar mais 23 aeronaves para a Qatar nos próximos anos.

DEIXE UMA RESPOSTA