China CRAIC CR929

Faz algum tempo que a China iniciou o projeto do CR929, uma aeronave projetada e produzida em conjunto com a Rússia para concorrer diretamente com produtos da Airbus e Boeing.

O CR929 deve contar com três versões, e foca no mercado hoje atendido pelo 787 Dreamliner e o A330neo. O projeto conta com participação da Rússia para trazer o Know How do país neste setor de aviação, presente desde a URSS.

Mas desde 2015 a China fala em ampliar os horizontes e criar uma linha completa de aeronaves, sendo uma vendida inteiramente pela China, o C919 da COMAC, e outros dois modelos com participação da CRAIC, o CR929 e o mais novo C939, que está em estudo.

Na realidade o C939 não terá uma participação direta da Rússia, logo, é errado dizer que o avião vai seguir a denominação CRAIC. Este está previsto ser produzido inteiramente pela COMAC, mas desconfiamos que tenha um pouco da tecnologia dessa associação Rússia-China, da CRAIC.

CR929CR929 tem um projeto de três versões, para transportar de 250 a 330 passageiros.

O C939 ainda está em estudo, de acordo com a publicação da AeroTime, e tem como foco transportar cerca de 390 passageiros a bordo, complementando a linha do CR929.

Ao mesmo tempo o C939 pode ter tecnologias do seu irmão menor, o CR929, como a fuselagem em material composto, que diminui o peso do avião, e os motores de nova geração, sejam ocidentais, russos ou de fabricação nacional.

O projeto do C939 segue no momento apenas como especulação, baseada em declarações da COMAC sobre criar uma linha completa de aeronaves. O lançamento oficial do projeto deve ser realizado somente após o CR929 começar a realizar os seus testes.