Embraer Air France

A Air France está nos primeiros passos para fazer uma incorporação completa da “Hop!” na sua malha de voos. O planejamento da aérea é realizar uma integração entre as empresas, diminuindo e padronizando as operações regionais.

O planejamento da Air France inclui uma padronização completa da frota regional com aviões da Embraer, sendo esses da família ERJ, lançada na década de 90, e da família E-Jet.

Com isso, a Air France vai simplificar as suas operações regionais, padronizando o treinamento de pilotos e também os centros de atendimentos às suas aeronaves.

O primeiro motivo é que, por aceitar os termos de empréstimo estatal durante a pandemia, a Air France deve parar a operação de alguns voos de curta distância, dando prioridade ao uso do trem bala.

O segundo motivo é a economia de dinheiro. Sem os aviões da Bombardier na frota, a Air France deve economizar muito ao fechar os centros de manutenção em Morlaix, e padronizar as operações em dois Hubs: Paris (CDG) e Lyon.

Automaticamente cerca de 1020 pessoas infelizmente devem ser demitidas com a simplificação das operações, e a aposentadoria dos aviões Bombardier CRJ-700 e CRJ-1000.

Já a “Hop!”, subsidiária de voos regionais da Air France, vai ser incorporada e os voos regionais serão operados com o nome “Air France operado pela HOP!”, compartilhando também toda a estrutura administrativa da Air France, algo que justifica também a demissão de 1020 funcionários, visto que antes da companhia regional funcionava como uma empresa separada.

A integração e simplificação deve trazer uma economia de pelo menos 50% nos custos operacionais da empresa.

A Air France Hop!, braço regional da Air France, opera agora com 44 aviões Embraer das linhas E-Jet e ERJ. Destes, 32 aviões são dos modelos Embraer E170 e E195.

 

DEIXE UMA RESPOSTA