As forças armadas da Armênia abateram ontem (12/10) um AN-2 do Azerbaijão que estava sendo utilizado como um bombardeiro não tripulado.

Pelo vídeo abaixo é possível ver o momento que o biplano AN-2 do Azerbaijão não tripulado cai e explode.

Na atualização diária da Embaixada brasileira da Armênia no Brasil também foram divulgadas fotos de destroços de veículos não tripulados de fabricação israelense, mas precisamente com a logotipo da empresa Rafael. (Imagens via Embaixada da Armênia)

A nota da embaixada ainda diz que além do AN-2 um caça-bombardeiro SU-25 do Azerbaijão também foi abatido. 

No conflito entre os dois países houve também perdas por parte da Armênia, incluindo tanques e outros blindados, bem como o abate de um SU-25, que de acordo com o governo da Armênia foi abatido por um F-16 turco. Contudo, a Turquia nega este abate do SU-25 por algum caça F-16.

Antonov AN-2 como drones:

Desde que se iniciou o conflito entre o Azerbaijão e a Armênia, as forças armadas da Armênia vem derrubando algumas aeronaves Antonov AN-2.

No entanto, nenhum corpo foi achado próximo aos destroços e a questão “drone AN-2″ foi levantanda.”

Não se sabe ao certo qual a tática que os militares do Azerbaijão utilizam nos biplanos AN-2.

De acordo com a imprensa russa a tática seria a seguinte:

“O manche da aeronave é preso com correias, e o próprio piloto dá um salto de paraquedas a uma distância segura do local das hostilidades”.

Ainda de acordo o envio dos AN-2 “não tripulados” podem ter uma característica estratégica, como por exemplo “localizar os pontos de defesa antiaérea”.

Apoio: Fonte Assessoria de Comunicação 

Edição: Aeroflap

DEIXE UMA RESPOSTA