FAB Força Aérea m346
Foto: Reprodução

O Comandante da Força Aérea Brasileira, o Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, visitou as instalações da Leonardo, na Itália, em sua recente visita ao país para a cerimônia 

Durante sua passagem pela Leonardo o Brigadeiro Baptista Jr. voou no avião M346, um pequeno jato de treinamento avançado de pilotos, bastante semelhante em tamanho com outro avião ítalo-brasileiro, o AMX. 

Além de treinamento, o M346 pode levar mísseis Ar-Ar de curto alcance, bombas guiadas para ataques ao solo e operações de reconhecimento. De acordo com o site infodefensa, há um interesse de adquirir o M346, ou aeronave da mesma categoria, para complementar o Gripen E.

O M346FA também possui o radar multimodo Grifo-M346, similar ao Grifo-F BR usado nos caças F-5EM/FM Tiger II da Força Aérea Brasileira. De acordo com o Infodefensa, o acordo que pode ser fechado será uma expansão da cooperação entre Brasil e Itália na área da defesa.

A aeronave já foi adquirida por 10 países em diferentes variantes. Apesar de ser projetado para formação de novos aviadores de combate, a Leonardo também comercializa a variante M-346FA (Fighter Attack), com sete pontos duros para carregar armamentos como mísseis ar-ar e ar-solo, sensores e bombas inteligentes.

Leonardo M-346
Jato de treinamento avançado Leonardo M-346. Foto: Gian Marco Anzellotti via Wikimedia (CC BY 2.0)

Outro grande destaque do M346 é o seu baixo custo operacional, comparando com outros caças como o Gripen E e o F-5EM.