Y-20 China
Xian Y-20. Foto: China Military Online

Na noite deste último sábado (09/04) um comboio de aviões chineses do modelo Xian Y-20 foi rastreado sobrevoando o espaço aéreo europeu. Algumas informações apontam que os aviões saíram da Ásia, e pousaram no Aeroporto Internacional Nikola Tesla, em Belgrado.

Algumas fotos, que você pode conferir abaixo, aponta que os aviões cargueiros estavam equipados com sistemas de defesa do tipo chaff e flare em atividade, como podemos ver pelas tampas removidas. 

https://twitter.com/RupprechtDeino/status/1512768146104537090

https://twitter.com/BoardingPassRO/status/1512669039029538818

https://twitter.com/200_zoka/status/1512783225252372482

Ainda não há mais dados sobre a carga que estava a bordo dos seis aviões Xian Y-20 que pousaram na Servia. Por enquanto cogita-se que a China entregou sistemas de mísseis terra-ar HQ-22 para a Sérvia. A compra foi realizada em 2020, e visa substituir os sistemas S-300 fabricados na época da União Soviética.

Aviões Y-20 voando em comboio.

Os voos foram rastreados por MLAT, visto que os aviões chineses não estão equipados com ADS-B como alguns aviões da OTAN. Vizinha da Romênia, Bulgária e da Hungria, a Sérvia disse recentemente que não tem interesse em entrar na OTAN, e a encomenda de equipamentos tão diferentes para a defesa do país distancia ainda mais a relação da Sérvia com seus vizinhos.

O Y-20 é um avião relativamente novo no mercado. O primeiro voo da aeronave ocorreu há oito anos, e somente agora está ganhando versões para reabastecimento aéreo. Cerca de 36 aviões estão em atividade na Força Aérea da China.

Atualmente o Y-20A faz uso de quatro motores Soloviev D-30KP-2 de origem soviética, usados no cargueiro Ilyushin Il-76, que também faz parte da frota da Força Aérea Chinesa.

O Y-20 pode realizar voos com uma distância máxima de 7800 km voando em Mach 0.75. Sua capacidade é para transportar até 55 toneladas, praticamente a mesma do Ilyushin IL-76.

 

Com informações do The Drive.