Belavia Bielorrússia Belarus
Foto - Belavia

O desvio forçado de um voo da Ryanair, deixou em alerta diversos países no continente europeu sobre a segurança das operações aéreas próximas à Bielorrússia. Com isso, algumas companhias aéreas já começaram a evitar o sobrevoo pelo país.

A primeira delas foi a AirBaltic foi a primeira companhia aérea a anunciar que faria desvios em seus voos para evitar sobrevoar a Bielorrússia. 

Logo após a companhia aérea, a Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido emitiu uma determinação que impedia todas as companhias aéreas da Bielorrússia a operar no país. Atualmente apenas a Belavia opera voos para o Reino Unido a partir de Belarus. Em seguida a Avia Solutions do Chipre também alterou suas rotas para evitar o sobrevoo pelo país.

São esperadas mais ações contra a Belarus vindas de autoridades de aviação civil de diversos países. A EASA já estuda uma proibição juntamente com a União Europeia. A LOT e a Wizzair anunciaram que também irão evitar sobrevoar pelo país. 

A Lituânia anunciou que a partir da meia noite de hoje(24), todos os voos com destino ao país serão obrigado a desviar do espaço aéreo da Bielorrússia. Outras empresas aéreas como a KLM, por hora irão manter suas rotas e voos operando normalmente. A Ryanair envolvida no ocorrido disse que está avaliando medidas junto aos órgãos europeus. 

 

* A matéria será atualizada gradativamente conforme sejam anunciadas novas medidas