Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

CV-22 Osprey. Foto: USAF.

A Cooperativa de Pesca do Lago Ogawara vai emitir uma carta de protesto contra militares da USAF (Força Aérea Americana) depois de um treinamento realizado no lago enquanto pescadores faziam a pesca de enguias. 

De acordo com o NHK News Web, a cooperativa reclamou dos voos a baixa altura e dos treinamentos no Lago durante uma reunião de comitê realizada na segunda-feira (05). Os voos ocorreram nos dias 03 de junho e 01 e 03 deste mês. Os pescadores identificaram as aeronaves como Ospreys da USAF. 

A organização decidiu por enviar uma carta de protesto à Força Aérea dos EUA através do Ministério da Defesa do Japão, alegando que os voos e os treinamentos com lançamento e recuperação de militares nas águas do lago colocaram em perigo os pescadores que realizavam a pesca de enguias. 

Segundo a NHK, há três anos um caça da USAF descartou um tanque de combustível no lago. Por conta da possível contaminação, a pesca no lago foi proibida por cerca de 1 mês. 

Essa não é a primeira vez que cidadãos japoneses protestam contra os Ospreys da USAF estacionados na ilha. Em maio, um grupo de moradores da região metropolitana de Tóquio reclamou dos voos em baixa altura dos CV-22 portando metralhadoras calibre .50 BMG. Segundo os moradores, os sobrevoos se intensificaram a partir de 1º de julho de 2019, quando o 21º Esquadrão de Operações Especiais da USAF passou a ser sediado em Yokota.

Tripulante de um CV-22 Osprey manejando a metralhadora GAU-21 calibre .50 montada na aeronave. Foto: Airwolfhound via Wikimedia.

DEIXE UMA RESPOSTA