Copa Airlines Boeing 737 MAX 9 Panamá
Foto: Aviacion PTY

As companhias aéreas que possuem o Boeing 737 MAX na frota, estão retomando as operações com o modelo gradativamente. Agora a Copa Airlines retomou as operações com o 737 MAX de forma mais discreta.

Anteriormente, a Copa planejava o retorno da aeronave para o dia 4 de janeiro depois de alguns voos de teste em dezembro. Ao mesmo tempo a American Airlines também já se preparava para o retorno da aeronave no final de 2020. 

Boeing 737 MAX American Airlines
Foto – American Airlines/Handout via REUTERS

As atenções se voltaram para a primeira empresa no mundo a retomar voos com o 737 MAX no a GOL. Após a GOL, a Aeromexico retomou voos comerciais com o modelo, e os olhares estavam para a American por ser a primeira americana a retomar voos com o MAX.

A Copa foi a primeira empresa fora dos EUA a receber um 737 MAX novo e atualizado após a nova certificação. No dia 29 de dezembro a Copa colocou o seu 737 MAX 9 de matrícula HP-9906CMP em operação no voo CM806.

O voo partiu do Panamá as 10h55(hora local) com destino a San Jose, pousando as 11h16(hora local). Considerando o fuso horário, o voo teve 1 hora de duração, o 737 MAX 9 retornou no mesmo dia ao Panamá no voo CM193.

Apesar de a Copa não fazer uma ampla divulgação da retomada do 737 MAX e nem ter divulgado a empresa se tornou a 1ª no mundo a realizar um voo internacional após a nova certificação. 

A GOL e a Aeromexico divulgaram o retorno de suas aeronaves 737 MAX nas redes sociais, tendo a brasileira convidado a imprensa antes das operações comerciais. No mesmo dia 29, a American também realizava o voo de retorno do MAX, operando o voo AA718.

“Apesar de termos operado um voo comercial para San José ontem e outro hoje, mantemos o dia 4 de janeiro como a data de retomada de nossa frota de 737 MAX-9. (A partir dessa data), passará a operar continuamente, com foco em destinos mais distantes como São Francisco e Los Angeles, nos Estados Unidos; Buenos Aires, Argentina; e Montevidéu, Uruguai, entre outros.” Disse a Copa Airlines.

“Disseram-me que a Copa não quer fazer uma campanha pró-ativa sobre a volta do MAX. Em vez disso, eles estão sendo reativos porque estão cientes de que ainda há algum medo.” Disse uma fonte anônima sobre a Copa.

Por parte da American, a empresa americana fez campanhas em busca de tranquilizar seus clientes sobre a retomada do modelo. Algumas pesquisas feitas nos EUA, indicam que pouco mais da metade dos viajantes ainda não se sente totalmente seguro em voar no 737 MAX. 

DEIXE UMA RESPOSTA