De acordo com publicações da imprensa da Coreia do Sul, Kim Joung-Un parece estar preparando para lançar mais um satélite da Coreia do Norte, desta vez batizado de Kwangmyongsong-5 (sim, é realmente esse nome).

A informação foi repassada por um funcionário do governo de Seul (na Coreia do Sul), e provavelmente se trata de uma informação obtida de espionagem, visto que a Coreia do Norte não costuma divulgar assuntos de alto interesse militar.

O satélite pode estar equipado com câmeras e instrumentos de comunicação, não foi informado se a Coreia do Norte fez um sistema criptografado de dados ou ainda baseado em transmissão analógica.

O foguete de lançamento será o Kwangmyŏngsŏng, que só tem capacidade de colocar uma carga em órbita baixa (LEO), portanto o satélite da Coreia do Norte terá uma capacidade de comunicação limitada, sem conexão 24 horas.

O destaque é que recentemente a ONU proibiu a Coreia do Norte de realizar lançamentos de foguetes ou mísseis, incluindo também satélites, aplicando sanções rigorosas. A China chegou a não exportar petróleo para o país durante todo o mês de novembro. A desconfiança da ONU e de vários países é que a Coréia do Norte camufla seus testes de mísseis, dizendo que são lançamentos de satélites.