Caça Mig 21bis da Croácia- Foto: Autor Desconhecido

A Croácia continua na procura de novos vetores de defesa, e nesta semana recebeu propostas de caças novos e usados, para que assim possa reequipar a força aérea do país.

Uma comissão do governo criada no dia 4 de julho enviou a várias nações uma carta mostrando interesse na aquisição de novos caças.

Gripen C (JAS 39) da Força Aérea Sueca- Foto: Autor Desconhecido

No entre o final de 2018 e o início deste ano, o Governo de Israel estava de certa maneira avançado com as negociações, porém, em janeiro a venda dos F-16 Barak foi vetada, pois os EUA não aprovaram a venda.

Os caças como já dito, são desde os mais modernos a caças usados mas que ainda podem ter um bom uso.

Pois bem, cinco nações ofereceram caças novos, como os EUA com o F-35 e F-16 Block 70/72, a Suécia ofereceu os Gripens C/D de versão atualizada, a Noruega e Dinamarca ofereceram seus caças F-16 usados, bem como Israel que ofereceu caças F-16 Barak usando, a Itália recomendou seus caças Eurofighters e a França ofereceu duas opções, sendo uma o Mirage 2000 e outra os novos Rafales.

F-16 Block 70/ Arte-Lockhhed Martin

Robert Kopal, consultor especial e analista do primeiro-ministro Andrej Plenković, disse que o objetivo do governo seria concluir contratos de compra de 12 caças de quarta geração, e que aeronaves novas e usadas seriam consideradas como opções.

“Nosso objetivo é que os contratos sejam assinados até o final do próximo ano”, disse Kopal, acrescentando que as análises mostraram que o Croácia precisa agora de 12 aviões de combate.


Caças Mig-21bis/UMD da Força Aérea da Cróacia- Foto: Autor Desconhecido

A atual frota de caças da Croácia, ainda conta com jatos ex-soviéticos MiG-21. A atualização da frota é necessária e mesmo que sejam caças usados, a atualização vista em relação aos atuais MiG-21 já será considerável.

 

Fonte de apoio: Total Coatia News / Edição: Aeroflap