Assim que a LATAM anunciou que iria modernizar o interior dos seus aviões, a equipe do Portal Aeroflap formulou algumas rápidas perguntas sobre como seria o conforto dos aviões que realizam voos nacionais, em sua maioria da família Airbus A320.

Naquela época, em novembro de 2018, a LATAM tinha lançado poucos detalhes sobre esses aviões narrowbody (único corredor), se concentrando apenas em também poucos detalhes sobre os aviões widebody (duplo corredor) e voltou a falar mais sobre aeronaves deste tipo no início de janeiro.

Aproveitamos que a companhia já tinha alguns detalhes disponíveis, e ainda não divulgados, para retomar a série de perguntas, e conseguimos ainda mais detalhes sobre a reformulação dos aviões da família A320.

De acordo com a companhia, o investimento total na modernização do interior da sua frota, incluindo as filiais da América Latina, será de US$ 400 milhões.

As aeronaves que farão parte da reformulação são os Boeing 767 e Boeing 777, além dos aviões da família Airbus A320.

Aeronave do modelo Airbus A320 da LATAM em São Carlos. Foto – LATAM/Divulgação

No Brasil cerca de R$ 22 milhões deste montante será investido somente para ampliar e modernizar os hangares do Centro de Manutenção (MRO) da LATAM, localizado em São Carlos. Esse valor não contabiliza a instalação dos interiores, só a infraestrutura necessária em solo para alterar os aviões da LATAM Brasil.

Além da infraestrutura, o MRO ainda deve aumentar o seu quadro de funcionários em mais de 150 pessoas.

 

Tipo de assento

Perguntamos para a LATAM se os novos aviões utilizariam assentos RECARO, que atualmente estão em moda e equipa aviões de diversas companhias que buscam um melhor aproveitamento do espaço interno.

A companhia não confirmou essa informação, apenas disse que seus assentos serão mais “ergonômicos”.

Neste ponto podemos esperar uma filosofia de conforto alinhada com o mercado, nos parágrafos abaixo vamos explicar essa afirmação.

 

Espaço extra

A companhia também soltou a informação que planeja fazer uma Premium Economy em todos os voos nacionais, que ela chama no momento de Assentos LATAM+, que terá compartimento de bagagem dedicado para quem pagar mais pelo maior conforto desse assento.

A LATAM já cobra uma taxa para o passageiro ter um espaço extra em algum assento nas primeiras fileiras, isso somente em alguns voos nacionais, e em todos quando o cliente opta por um assento na saída de emergência ou na primeira fileira.

Se a LATAM implementar isso em toda a sua frota narrowbody de aviões que realizam voos domésticos, ela alinha com a filosofia de operação da GOL e da Azul, e ainda consegue uma renda extra por voo, o que pode melhorar a receita da companhia, assim como foi possível ver na Azul.

Lembrando, a LATAM é a única companhia Low Cost total em serviço no Brasil.

 

Entretenimento e comodidade

Em compensação a LATAM confirmou que todos os assentos terão entradas USB de carga rápida, para o passageiro que desejar recarregar o seu dispositivo móvel. Em relação ao entretenimento a LATAM tem um direcionamento parecido com o da GOL, utilizando um sistema via Wi-Fi com conteúdo On-Demand gratuito, e na mesma rede também oferecerá internet via satélite.

Tomada em um A320neo da Azul.

Nesse ponto o carregamento dos dispositivos móveis é muito útil, apesar que uma tomada 110v seria bem-vinda devido aos notebooks, mas só a Azul aposta nesse formato.

 

Tempo de mudança e capacidade de cada aeronave

A LATAM afirmou que a a capacidade das aeronaves Airbus A320 e Airbus A321 permanecerá muito semelhante ao que a empresa tem hoje, assim como a capacidade das aeronaves widebody da frota da empresa, algo que a companhia já apresentou no início do mês (clique aqui para conferir).

Atualmente um Airbus A320 da LATAM é configurado com 174 assentos em Classe Econômica, no padrão 3-3. Um Airbus A321ceo da LATAM Brasil leva 220 passageiros também em Classe Única.

Airbus A350 e A320neo, este último estava na frota da LATAM Brasil, até ser transferido para a LATAM Chile. A companhia vai receber em breve 3 desses aviões diretamente da Airbus.

A companhia não divulgou se planeja aumentar o número de assentos nas aeronaves A320neo e A321neo ACF, esta última tem capacidade para levar até 240 passageiros com a mesma disponibilidade de espaço dos atuais A321ceo que a companhia opera em sua frota, devido à modificações da Airbus para melhorar o aproveitamento do espaço interno, assim como o A320neo, que teve a sua capacidade máxima ampliada de 180 para 189 assentos.

De acordo com a companhia, o retrofit de cada avião dura em média 15 dias, entre retirada de todo o interior, o reparo e limpeza do mesmo, e a instalação do interior com os novos assentos.

Apesar disso, a LATAM não tem ainda uma data fixa de quando começará a modificar os aviões da sua frota, pois ainda está em uma fase de planejamento, onde define a quantidade de assentos que seus aviões vão receber e quais serão as aeronaves que terão o interior modificado.

Lembrando que não vale a pena gastar com a modificação do interior de uma aeronave que está prestes a sair da frota.

A companhia também não disponibilizou para a nossa equipe nenhuma foto do novo interior, que planeja instalar em seus aviões narrowbody. Futuramente a LATAM Brasil espera divulgar uma perspectiva de como vai ficar as suas aeronaves.