Eurofighter Typhoon RAF Egito Itália
Um par de caças Typhoon FGR.4 da RAF armados com bombas Paveway IV, mísseis ar-solo Brimstone e mísseis ar-ar AMRAM e ASRAAM. Foto: RAF/Coroa Britânica.

Egito e Itália estão próximos de assinar  um acordo militar bilionário, um dos maiores para os dois países, que inclui a aquisição de 24 caças Eurofighter Typhoon e 20 aviões de treinamento M-346. 

O acordo avaliado em US$ 3 bilhões levou três anos para ser negociado entre Roma e Cairo. Segundo uma fonte do governo italiano contou ao jornal Il Fatto Quotidiano, o presidente egípcio Abdel Fattah el-Sisi está aguardando a confirmação do primeiro-ministro italiano Mario Dargi para finalizar o acordo. 

Typhoon Itália
Eurofighter Typhoon italiano. Foto: Força Aérea Italiana

A compra dos jatos de caça e instrução, na verdade, faz parte de um acordo ainda maior. Os 24 Typhoon e os 20 M-346 estão avaliados em cerca US$ 12 bilhões. O mesmo negócio envolve quatro fragatas franco-italianas da Classe FREMM – modelo já operado pela Marinha Egípcia -, 20 navios de patrulha naval e um satélite de observação militar. 

Se tudo der certo, este será o maior negócio de defesa assinado pelo Egito nos últimos anos, bem como uma das maiores vendas militares da Itália desde o fim da Segunda Guerra Mundial. 

Leonardo M-346FA
Leonardo M-346FA no Dubai Airshow 2017.

Ainda assim, os trâmites ocorrem em meio à polêmicas entre os dois países por conta da morte do doutorando italiano Giulio Regeni. Regeni foi torturado e assassinado no país em 2016 e seu corpo foi encontrado nos arredores de Cairo. 

Mesmo com protestos na Itália, o acordo pode estar próximo de ser assinado. Segundo a reportagem, as negociações estariam em fase final de alinhamento de garantias e de financiamento. 

MiG-29 Egito
Caças MiG-29M Fulcrum egípcios. Foto: Força Aérea do Egito.

Outro fator que chama atenção é o fato da Força Aérea Egípcia ter uma das frotas mais variadas do mundo, operando aeronaves russas, francesas, brasileiras e estadunidenses como o Mikoyan MiG-29 Fulcrum, Dassault Mirage 2000 e Rafale, Embraer T-27 Tucano e seu principal caça, o Lockheed-Martin F-16 Fighting Falcon.