• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Empresa espanhola assume a gestão do aeroporto de Corumbá (MS)

Aeroporto Corumbá Aena Gestão
Foto: Infraero

A espanhola Aena assumiu à 0h desta sexta-feira (10) a administração do aeroporto de Corumbá (MS). O primeiro voo sob a nova gestão será foi o Azul 2690, proveniente de Campinas (SP), pousando no terminal sul-mato-grossense às 9h25. A primeira decolagem foi o voo Azul 2690, às 10h10, que prosseguiu viagem com destino a Bonito (MS). Os voos são operados com jatos Embraer 195.

O aeroporto de Corumbá foi o primeiro a ser construído na região Centro-Oeste do Brasil. Em 2019, último ano antes da pandemia, o terminal recebeu 27.795 passageiros. Em 2022, foram 36.942 passageiros. Até setembro deste ano, já passaram pelo terminal 19.999 passageiros.

Porta de entrada do Pantanal e próximo à Bolívia e ao Paraguai, o aeródromo de Corumbá receberá melhorias, a fim de deixá-lo mais seguro, sustentável e confortável aos passageiros. A Aena planeja uma ampliação de cerca de 50% no terminal de passageiros, passando dos atuais 1.950 metros quadrados para 2.850 metros quadros.

Para aumentar a segurança, a Aena irá instalar um PAPI (Indicador de Trajetória de Aproximação de Precisão) em uma das cabeceiras, além de áreas de segurança de final de pista em ambas as cabeceiras. O pátio de aeronaves também receberá melhorias, tanto para aviação geral como para aviões comerciais, que passarão a ter quatro posições de estacionamento.

A Aena entrega até dezembro o anteprojeto à Anac com os planos para a modernização do terminal. As obras devem começar no segundo semestre de 2024, com previsão de entrega em 2026.

Em agosto do ano passado, a Aena venceu a licitação da sétima rodada de concessões para gerir 11 aeroportos nos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Pará. O aeroporto de Corumbá é o quinto dessa rodada a passar para o controle da Aena. A empresa assumirá a operação dos demais aeroportos, de forma escalonada, até o dia 30 de novembro.

Antes mesmo de iniciar as operações, a Aena já realizou pagamentos iniciais de R$ 3,3 bilhões para assumir a administração dos 11 aeroportos. Durante a primeira fase do processo, foram feitas a elaboração e aprovação dos planos de transferência operacionais. Para isso, a companhia fez visitas técnicas aos 11 aeroportos com uma equipe de mais de 60 profissionais, que participaram de 40 reuniões com cerca de 100 stakeholders diferentes. A Aena também promoveu quase 14 mil horas de treinamento a mais de 170 profissionais que vão atuar nesses aeroportos.

Atualmente, a companhia opera os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, Campo Grande (MS), Ponta Porã (MS), Uberlândia (MG), Recife (PE), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Campina Grande (PB) e Juazeiro do Norte (CE).

Nos aeroportos do Nordeste, sob administração da Aena desde 2020, a empresa já investiu cerca de R$ 2 bilhões em obras, equipamentos e sistemas para melhorar tecnologia, segurança e conforto, implantando o padrão Aena nestes equipamentos, com ampliação dos espaços e acréscimo de capacidade operacional.

Ao final do processo da nova rodada, a Aena estará presente em nove estados do país, com a gestão de 17 equipamentos que são responsáveis por cerca de 20% do tráfego aéreo nacional.

Confira o cronograma para os próximos aeroportos:

  • 13/11 – Uberaba (MG)
  • 16/11 – Montes Claros (MG)
  • 21/11 – Marabá (PA)
  • 24/11 – Carajá (PA)
  • 27/11 – Santarém (PA)
  • 30/11 – Altamira (PA)

 

Leia também: 

 

Via: Aena Brasil

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.