Paracomandos, iniciou suas as atividades no dia 08 de março, na Academia da Força Aérea (AFA). O curso é ministrado pelo Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento – PARA-SAR e visa a capacitação de militares da Força Aérea Brasileira (FAB) para o cumprimento das Ações de Força Aérea previstas para a Unidade.

O CCFA possui duração de 3 meses e divido em 3 fases: a de seleção em Pirassununga (SP), a técnica em Campo Grande (MS) e a fase de operações nas localidades do Rio de Janeiro (RJ), Petrolina (PE), Manaus (AM) e Ladário (MS). Os concludentes passarão a integrar o PARA-SAR e estarão aptos para o cumprimento das ações de Força Aérea.

A aula inaugural do curso foi realizada no dia 09 de março com a participação do Vice-Chefe de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa, Major-Brigadeiro Ar Arnaldo Augusto do Amaral Neto; do Chefe da Subchefia de Segurança e Defesa do Comando de Preparo, Brigadeiro de Infantaria Marcelo Rosa Costa; do Comandante da AFA, Coronel Aviador Marcelo Gobett Cardoso; e do Comandante do PARA-SAR, Tenente-Coronel de Infantaria Claudio Porto Antunes da Silva.

ca que o curso tem como objetivo capacitar Oficiais e Sargentos para o planejamento e execuções de operações em prol do Poder Aeroespacial. “Com a edição de 2021 espera-se que o PARA-SAR possa receber novos militares aptos a atuar em diversas missões, tais como: ações diretas, reconhecimento especial, contraterrorismo e guiamento aeroavançado”, disse.

O Comandante do Esquadrão, Tenente-Coronel de Infantaria Claudio Porto Antunes da Silva, explicou a importância do curso. “O PARA-SAR atua na Força Aérea como um multiplicador de forças do Poder Aeroespacial, nesse sentido, a capacitação do CCFA se apresenta como essencial, para que o futuro operador possa compor os destacamentos da Unidade”, completou.

 

Fonte: Força Aérea Brasileira

Fotos: Tenente Coronel Antunes / EAS