• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Estados Unidos suspendem voos de V-22 Osprey após acidente fatal no Japão

V-22 Osprey

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD) ordenou a suspensão dos voos aeronaves V-22 Osprey em serviço com a Marinha, Força Aérea e Fuzileiros Navais. O aterramento dos convertiplanos é resultado de investigações preliminares sobre um acidente fatal com um CV-22 Osprey da USAF na costa do Japão. Seis militares morreram e dois ainda permanecem desaparecidos.

Segundo as apurações iniciais dos investigadores, a “falha de material” pode ter sido uma das causas chave para a queda da aeronave. Isso levou a uma paralisação das atividades de todas as variantes dos V-22 nos EUA.

Os militares do Japão, únicos clientes de exportação dos Osprey, já haviam groundeado seus próprios V-22 e ainda pediram oficialmente que os EUA fizessem o mesmo com as aeronaves sediadas no país.

“As informações da investigação preliminar indicam que uma falha potencial do material causou o acidente, mas a causa subjacente da falha é desconhecida neste momento. A suspensão fornecerá tempo e espaço para uma investigação completa para determinar os fatores causais e recomendações para garantir que a frota CV-22 da Força Aérea retorne às operações de voo”, diz a nota do Comando de Operações Especiais da Força Aérea dos EUA (AFSOC), publicada na última quarta-feira (06).

CV-22 Osprey AFSOC Operações Especiais USAF

CV-22B do Comando de Operações Especiais da Força Aérea dos EUA. Foto: USAF.

Após a decisão do AFSOC, o Comando de Sistemas Aeronavais (NAVAIR) da Marinha dos EUA também ordenou a parada dos MV-22 e CVM-22.

Em produção desde 1988, o Osprey é operado pela Força Aérea, Corpo de Fuzileiros Navais e Marinha dos EUA. Cerca de 400 unidades já foram fabricadas.

Embora versátil, o V-22 também é reconhecido pela alta quantidade de acidentes e manutenção problemática. Esta é a terceira vez que os EUA paralisam os voos do Osprey como medida de segurança. A última vez foi em 2022 após uma falha no sistema de transmissões, que levou ao pouso forçado de um CV-22 em uma ilha na Noruega.

Além disso, este é o segundo acidente fatal envolvendo o modelo apenas em 2023: em agosto, a queda de um MV-22 do Corpo de Fuzileiro matou três militares, dos 23 que estavam a bordo durante um exercício na Austrália. Em junho do ano passado, outros cinco fuzileiros perderam a vida em um acidente com um Osprey na Califórnia.

No Japão, os CV-22 são operados pelo 21º Esquadrão de Operações Especiais da USAF a partir da base aérea de Yokota. A unidade é especializada em missões de infiltração e exfiltração de tropas especiais no terreno inimigo, de dia ou à noite, bem como transporte, resgate, ressuprimento e suporte aéreo.

 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.