Com visitação até o dia 20 de agosto, a exposição Design na Aviação Brasileira, desenvolvida pelo Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, em parceria com o Instituto Embraer, entra em sua reta final. São os últimos dias para o público conhecer de perto o universo de criação do design nacional para artefatos concebidos para voar.

O planador Urupema, em escala 1:2, abre a exposição já no portão do Museu da Casa Brasileira. Projetado em 1963, este equipamento feito de madeira e resina epóxi foi criado para competições mundiais de voo a vela. Além disso, no jardim do Museu, estão dois modelos em tamanho real: o A-29 Super Tucano (EMB 314), turboélice de ataque leve e treinamento avançado, e a Máquina de Voar de Leonardo da Vinci, construída especialmente para esta exposição para ser testada pelo público, acionando as asas a partir dos pedais.

Foto – Renato Parada/MCB

No acesso ao Museu, uma linha do tempo apresenta a história da aviação brasileira com modelos tridimensionais de aeronaves, apresentando aviões produzidos por iniciativas autônomas e outras empresas, além de todas as séries criadas pela Embraer. A primeira sala é dedicada ao processo de projeto das aeronaves. Ainda, para representar a sustentação do voo pela aerodinâmica e ação dos esforços do vento, Guto Lacaz – criador da mostra – preparou um modelo com ventilador que pode ser acionado pelo público, fazendo flutuar um trecho de asa.

O espaço central do Museu apresenta peças em dimensão real, combinando componentes de aeronaves com modelos menores do avião completo, com grandes imagens de linhas de montagem. Entre uma turbina do Bandeirante (EMB 110) e um trem de pouso do jato comercial ERJ 145, destaca-se a seção da fuselagem em corte de uma aeronave comercial regional, com ensaio de interiores.

Foto – Renato Parada/MCB

A visitação se completa com uma experiência em realidade virtual, através de projeção e um simulador que permite explorar o espaço interno do modelo KC-390, novo avião militar multimissão da Embraer.

A exposição conta ainda com parceira institucional da Força Aérea Brasileira e patrocínio da Goodyear, Saab, United Technologies e Boeing.

Até o momento, mais de 30 mil pessoas passaram pelo MCB para conferir a exposição.