Boeing 787 FAA Estados Unidos
Foto - Boeing

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos informou que vai aumentar as inspeções em aeronaves Boeing 787. Mais precisamente em 4 aeronaves que já foram entregues pela fabricante norte-americana.

A FAA não disse quando serão feitas as inspeções ou quais seriam os motivos, entretanto afirmou que “mantem a sua autoridade para emitir os Certificados de Aeronavegabilidade para determinados Boeings 787 fabricados nos últimos anos.” Informou ainda que seus inspetores farão todas as verificações possíveis. 

“Envolvemos a FAA em todo esse esforço e implementaremos sua orientação para a aprovação da certificação de aeronavegabilidade dos aviões iniciais, como fizeram no passado”, disse a Boeing.

Essa será mais uma das “correções” que a FAA fará em aviões da Boeing e também mais um na família 787. Há algumas semanas, a FAA emitiu uma diretriz que ordenava uma inspeção detalhada nos compartimentos de cargas dos Dreamliners, além dos painéis de descompressão que também foram avaliados.

Desde outubro de 2020, a Boeing não realiza nenhuma entrega do 787 devido a queda na demanda de viagens e opções das companhias aéreas. Em meio a paralisação a FAA aproveitou para avaliar a qualidade da produção e de outras partes que compõe a aeronave.