Aeroporto de Guarulhos São Paulo Pipa

Nesta época de festas juninas, as ocorrências com balões crescem muito. As campanhas educativas são uma das ferramentas utilizadas pela Força Aérea Brasileira (FAB) para conscientizar a população sobre o problema. 

Faz parte da campanha, o vídeo educativo, inspirado na literatura de cordel, que alerta para os riscos de soltura de balões em festas juninas.

Essa prática coloca em perigo a segurança da navegação aérea, a vida de milhares de pessoas e o meio ambiente. Por isso, é considerado crime conforme estabelecido no art. 261 do Código Penal.

Mas a despeito de todos esses perigos, muitas pessoas ainda continuam insistindo nesse tipo de ação. As consequências de um impacto entre uma aeronave e um balão são imprevisíveis, pois aspectos como tamanho e peso do balão, velocidade no momento do impacto, área da aeronave atingida (asa, fuselagem, motor) irão influenciar diretamente no dano provocado.

Segundo dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA),  o impacto da colisão de um balão de cerca de 15 kg, considerado um balão pequeno, com um avião que esteja voando a uma velocidade de 300 km/h, vai ser da ordem de 3 toneladas e meia.

No entanto, se o balão tiver um peso de 50 kg e a colisão ocorrer com um avião a 400 ou 450 km/h, o impacto já sobe para cerca de 100 toneladas.

Na luta contra a soltura de balões, a conscientização da população é tão fundamental quanto seu engajamento contra essa irregularidade. Qualquer cidadão pode requisitar o auxílio da força policial (telefone 190) para a detenção dos infratores.

 

 

 

Via: Força Aérea Brasileira (FAB)