• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

FAB: KC-390 leva 14,5 toneladas de alimentos para municípios atingidos por seca no Amazonas

KC-390 transportou mais de 700 cestas básicas para Tabatinga (AM). Foto: FAB.
KC-390 transportou mais de 700 cestas básicas para Tabatinga (AM). Foto: FAB.

A Força Aérea Brasileira (FAB) empregou um de seus cargueiros Embraer KC-390 Millennium para transportar 14,5 toneladas de alimentos para Tabatinga, no Amazonas. O avião foi carregado com 710 cestas básicas que serão encaminhadas aos municípios afetadas pela seca histórica que atinge o estado. 

Segundo a FAB, a aeronave decolou, na quinta-feira (19/10), da Base Aérea de Manaus (BAMN) com o material, seguindo para Tabatinga, distante 1.108 quilômetros da capital do Amazonas. O transporte de ajuda humanitária foi viabilizado pelo Governo do Amazonas em parceria com o Governo Federal e as Forças Armadas, que atuam para diminuir o impacto da seca. 

O Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Estiagem, coordenado pela Defesa Civil do Amazonas, informou que nos próximos dias serão transportadas 18 mil cestas básicas para a calha do Alto Solimões, sendo 10 mil transportadas com o apoio da FAB.

Alimentos serão distribuídos entre municípios afetados pelas secas no Amazonas. Foto: FAB.

Alimentos serão distribuídos entre municípios afetados pelas secas no Amazonas. Foto: FAB.

As cestas básicas são compostas por 31 itens não perecíveis e são destinadas à população afetada pela estiagem nos municípios de Tabatinga, Atalaia de Norte, Benjamin Constant, Amaturá, Santo Antônio do Içá e Tonantins, todos localizados nas margens do Alto Solimões. 

“Nos próximos dias, as aeronaves da FAB continuarão fazendo o transporte dos alimentos para atender a população afetada pela seca nos municípios do Alto Solimões. O Governo do Amazonas, por meio da Defesa Civil e os demais órgãos estão empenhados para levar ajuda humanitária para população de forma célere”, afirmou o chefe do Departamento de Preparação e Assistência Pós-Desastre da Defesa Civil do Amazonas, Tenente Aldimar da Silva Teixeira.

Segundo a Defesa Civil do Amazonas, 62 cidades e mais de 600 mil pessoas sofrem os impactos da seca histórica que atingiu o Estado. Até quinta-feira (26), apenas dois municípios não haviam declarado estado de emergência, embora isso posa mudar nos próximos dias, segundo o órgão. 

Via FAB
 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.