FedEx MD-10 DC-10

A FedEx declarou em um recente relatório financeiro que vai em breve encerrar as operações com os seus aviões do modelo MD-10.

O MD-10 serve como cargueiro na companhia pelo menos desde a década de 1980, quando ainda tinha a designação DC-10. Esta só foi trocada para MD-10 após uma série de atualizações da Boeing para o DC-10, incluindo um Glass Cockpit com telas digitais, no lugar dos instrumentos analógicos.

A FedEx revelou que retiraria seus cinco aviões Boeing MD-10 Série 10 antes do final de 2021, e 13 aviões MD-10 da Série 30 em 2021 e 2022. Ao todo são 17 aviões MD-10 que operam na FedEx atualmente.

A aeronave MD-10 Série 10, de matrícula N359FE, foi recentemente aposentada, reduzindo a frota atual para 17 aviões. Ao longo da sua história a FedEx operou com 77 aviões MD-10/DC-10.

DC-10 na época que ainda era equipado com a antiga pintura Federal Express, nome original da FedEx.

A idade média da frota de aviões MD-10 da FedEx é de 40,1 anos atualmente. São bem usados.

Os aviões da linha MD-10 e A310 que estão sendo aposentados ultimamente serão diretamente substituídos pelos novos 767F e 777F, que a companhia deve receber até 2023.

Em 2023 a frota principal da companhia será composta por aeronaves Boeing 757SF, 767F e 777F, excluindo o MD-11F, MD-10F, A300F e A310F.


A companhia também opera com uma frota voltada para o mercado regional, totalizando quase 600 aviões em operação.

 

DEIXE UMA RESPOSTA