Foto – twitter.com/mattcawby

As primeiras cinco unidades fabricadas do Boeing 777-9X já estão no pátio das instalações da fabricante norte-americana em Everett, nos Estados Unidos, e aguardam para realizar o primeiro voo em breve e, para algumas, receber os motores.

Duas unidades estão com a pintura padrão em tons de branco e azul escuro, enquanto outras duas unidades (que estão sem os motores), que são respectivamente a 3ª e a 4ª fabricadas, se destacam pela pintura totalmente branca, uma outra aeronave ainda está sem pintura mas com as pontas das asas nas cores da Emirates.

Duas unidades do programa de testes do 777X. Foto – twitter.com/mattcawby

Todos esses aviões só devem voar no próximo ano, mas a primeira unidade já está realizando testes em solo. O primeiro voo foi adiado para 2020, visto que a GE precisa fornecer novos motores GE9X, com a atualização que evita um desgaste acentuado de componentes internos.

Primeira unidade de produção em série, para a Emirates. Foto – twitter.com/mattcawby

 

 

Boeing 777X

O Boeing 777X conta com duas opções de aeronaves, a 777-8X é capaz de receber 350 assentos em configuração padrão de duas classes, seu alcance é de até 15000 km. Já o 777-9X, a maior variante da família T7 até hoje, será capaz de receber 450 passageiros em uma configuração de duas classes, com autonomia para 13200 km de voo.

O Boeing 777-9X que foi apresentado tem 76,7 metros de comprimento.

O novo avião inclui a combinação de “muitas heranças do 777 e do 787”, disse Beezhold. “Fizemos a fuselagem mais larga do que a do -300ER, para assentos mais confortáveis e fileiras com até 10 assentos.”

O novo 777X exigirá menos impulso do que o -300ER porque terá uma asa mais eficiente. E essa asa é bastante longa a envergadura do 777X chegará a 71,8 metros. Por ser mais amplo do que os gates padrões dos aeroporto, o avião terá uma asa dobrável para reduzir a extensão para 64,7 metros quando em solo.

O 777X é equipado com dois motores GE GE9X, que pertencem à nova geração.

O 777-8X concorre diretamente com o Airbus A350-1000, enquanto o 777-9X está sozinho em sua classe de aeronave, e irá atingir uma necessidade por maior economia mas sem perder a capacidade de transporte. 

Até esta data, o 777X acumulou mais de 340 pedidos fixos e compromissos de seis clientes no mundo inteiro. A primeira entrega está programada para 2020.

Com quase 6 metros de largura internamente, o novo 777X será capaz de receber uma configuração com até 11 assentos por fileira na Classe Econômica, geralmente na distribuição 3-5-3.

DEIXE UMA RESPOSTA