GAP Airports ACI Aeroportos
Foto: Airport-World

O Conselho Internacional de Aeroportos para a América Latina e Caribe (ACI-LAC) parabeniza o Grupo Aeroportuário del Pacífico (GAP) por ser o primeiro grupo aeroportuário do mundo a recredenciar seus 14 aeroportos com a certificação Airport Health Accreditation (AHA) de ACI.

A recertificação AHA é concedida aos aeroportos membros de ACI que estejam alinhados e cumpram os protocolos de saúde propostos pelas recomendações do Aviation Recovery Working Group (CART) da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) e das diretrizes do ACI Business Restart and Recover.

Desta forma, GAP demonstra que os aeroportos que administra estão comprometidos em continuar medindo seus padrões sanitários para salvaguardar a saúde pública de todos os seus usuários, colaboradores e comunidade aeroportuária, garantindo confiança ao colocar a saúde e segurança de forma mensurável, coordenada e estabelecida como prioridade.

“ACI-LAC está muito satisfeita com o compromisso do GAP de continuar buscando melhorar e seguir com todos os protocolos recomendados para salvaguardar não só a saúde pública, mas também a recuperação de nossa indústria”, afirmou Rafael Echevarne, diretor-geral de ACI-LAC.

“Com esta recertificação, o Grupo Aeroportuario del Pacífico reitera seu compromisso em proporcionar uma experiência de viagem segura e confortável, mantendo-se na liderança da segurança sanitária internacional, com reconhecimento ao esforço de nossos colaboradores, que implementam os melhores protocolos e medidas em todos os aeroportos que operamos “, disse Raúl Revuelta, diretor-geral do Grupo Aeroportuario del Pacífico.

ACI-LAC incentiva os aeroportos a fazerem parte do programa Airport Health Accreditation (AHA) como uma ferramenta que ajuda os aeroportos a implementar protocolos de saúde e gerar confiança para o bem-estar dos passageiros, funcionários e público em geral.

E manter a principal prioridade da indústria da aviação, que é a segurança e, agora, mais do nunca, a saúde de seus usuários.

 

 

Via: Conselho Internacional de Aeroportos para a América Latina e Caribe

DEIXE UMA RESPOSTA