LATAM

Além disso, companhia obteve o quarto lugar mundial, com 72 pontos (de 100 possíveis), alcançando o top 10 da aviação

O LATAM Airlines Group obteve o quarto lugar mundial na Avaliação de Sustentabilidade Corporativa da Standard & Poor’s e se tornou a companhia aérea com melhor desempenho em sustentabilidade nos continentes americano e europeu, de acordo com os resultados mais recentes publicados em 12 de novembro de 2021.

Desde 1999, a Avaliação de Sustentabilidade Corporativa (CSA) e a colaboração com o índice S&P Dow Jones têm sido usadas como principal referência global de sustentabilidade. Neste ano, mais de 10.000 empresas foram avaliadas em 3 dimensões: ambiental, social e governança.

 

O resultado obtido é uma notícia muito boa que nos anima e mostra que estamos no caminho certo, mas não é suficiente. Não podemos pensar em uma LATAM no futuro que não acompanhe o desenvolvimento de nossos ecossistemas e comunidades. Continuaremos trabalhando para ser a contribuição econômica, social e ambiental que aspiramos ser nos países onde operamos”, afirma Roberto Alvo, CEO do Grupo LATAM.

 

Neste ano, o grupo lançou a sua estratégia de sustentabilidade baseada em três pilares: Mudanças Climáticas, Economia Circular e Valor Compartilhado, reforçando o seu compromisso com a proteção dos ecossistemas estratégicos da América do Sul, e a migração para um modelo de zero resíduos para aterros sanitários, além de colocar à disposição a sua conectividade em benefício das comunidades do continente.

As ações estratégicas foram desenhadas em colaboração com especialistas e organizações ambientais de todo o continente e buscam tornar o grupo carbono neutro até 2050.

Mudanças Climáticas: O grupo buscará reduzir as suas emissões por meio da incorporação de combustíveis sustentáveis ​​e novas tecnologias de aviação que estarão disponíveis a partir de 2035.

Além disso, promoverá um programa que proporcionará aos passageiros, clientes corporativos e de carga a opção de compensar as emissões de CO2 das suas viagens, por meio do apoio de projetos icônicos no continente e, como parte da sua proposta de valor, a LATAM também compensará a mesma quantidade de toneladas de CO2.

Em linha com o seu objetivo de contribuir com a proteção e recuperação de ecossistemas, a companhia anunciou recentemente o primeiro projeto de conservação para avançar na neutralidade de carbono: o CO2BIO.

Uma iniciativa que vai conservar 200 mil hectares de cerrado alagado, habitat de mais de 2.200 espécies e que tem potencial para capturar até 2,8 milhões de toneladas de CO2 até 2025.

Economia Circular: A LATAM também está comprometida em promover uma cultura de eliminação, redução, reutilização e reciclagem em toda a sua operação para chegar a 2027 como um grupo que gera zero resíduos para aterros.

Os plásticos de uso único ​​serão eliminados até 2023 e, atualmente, estão sendo implantadas ações de reciclagem como o programa “Recicle sua Viagem” (separação de resíduos gerados a bordo como alumínio, vidro e plástico), além do programa de reciclagem de uniformes para utilizá-los como matéria-prima em novos produtos.

Valor Compartilhado: Por fim, o grupo ampliará a sua capacidade de transporte de cargas e pessoas em situações de emergência em saúde, desastres naturais e de cuidado com o meio ambiente.

É neste contexto que atua o programa Avião Solidário, que colabora com as comunidades por meio de parcerias, oferecendo a expertise da companhia de forma gratuita, incluindo a sua infraestrutura, conectividade e agilidade no transporte de passageiros e cargas.

Desde o início da pandemia de Covid-19 até o momento, e considerando todas as afiliadas do Grupo LATAM, o programa foi responsável pelo transporte gratuito de mais de 165 milhões de vacinas, mais de 1 milhão de toneladas de cargas de suprimentos médicos, 3.233 profissionais de saúde e mais de 1.800 órgãos e tecidos.

 

 

Via: LATAM Airlines

DEIXE UMA RESPOSTA