A Iberia recebeu nesta terça-feira (26/06) o primeiro Airbus A350XWB da sua frota, tornando-se a 18ª companhia que está operando com esse tipo de aeronave.

O Airbus A350 da Iberia tem 348 assentos no total, uma configuração até bastante densa para o A350-900. No total são 31 assentos na Business Class, que viram uma cama por reclinar 180º, mais 24 na Premium Economy e 293 na Economy.

Esse A350 da Iberia é especial, pois é o primeiro avião dessa linha que é equipado com um pacote de melhoria na aerodinâmica, tendo novos winglets, asas redesenhadas e MTOW (peso máximo de decolagem) maior.

O novo winglet para o A350 é inspirado no Sharklet, utilizado na família A320neo, e pode melhorar em até 2% o consumo do A350XWB (considerando o A350-1000). Além de aumentar a altura desse componente, a Airbus alterou o design para melhorar o fluxo de ar.

Apesar desse novo pacote equipar a aeronave, ela ainda não é a versão de longo alcance (ULR), que tem um novo range de operação estimado para 16120 km.

Como demonstração do mercado de combustíveis sustentáveis, o Airbus A350 voará de Toulouse para Madrid (Espanha) com biocombustível no tanque, feito com base em um meio renovável de obtenção do querosene de aviação.

A Iberia tem mais 15 encomendas do A350-900 para receber nos próximos anos, essas aeronaves substituirão os quadrimotores A340-300 e A340-600 na frota da companhia.

 

Confira abaixo como foi a produção da aeronave: