B-2 F-35 EUA Austrália Stealth
Dois B-2 Spirit dos EUA voam junto de um F-35 australiano durante o exercício Koolendong 22 Foto: Tech. Sgt. Dylan Nuckolls/USAF.

Aviões stealth B-2 Spirit da Força Aérea dos EUA (USAF) e F-35 Lightning II da Força Aérea Real Australiana (RAAF) se reuniram durante o exercício Koolendong 22. Quatro B-2 da USAF estão na Austrália para uma missão de Força-Tarefa de Bombardeiro (BTF) das Forças Aéreas do Pacífico (PACAF)

Como parte do Koolendong 22, um exercício que tem foco em operações de bases avançadas expedicionárias, dois B-2 voaram com dois F-35A australianos no dia 18/07. As imagens da força combinada de aeronaves “invisíveis ao radar” foram registradas de um avião-tanque KC-135. 

Foto: Tech. Sgt. Dylan Nuckolls/USAF.

Os bombardeiros furtivos norte-americanos chegaram ao país nos dias 10 e 12 de julho, pousando na base aérea de RAAF Amberley. Segundo a PACAF, a BTF rotacional opera em apoio à Iniciativa de Cooperação Aprimorada, sob o Acordo de Postura da Força entre os Estados Unidos e a Austrália.

Nesse contexto, os B-2 realizarão missões de treinamento e missões estratégicas de dissuasão com aliados, parceiros e forças conjuntas “em apoio a um Indo-Pacífico livre e aberto.”

Dois dos quatro bombardeiros stealth B-2 que estão no país voaram com os F-35 da RAAF. Foto: Tech. Sgt. Dylan Nuckolls/USAF.

“Esta implantação do B-2 na Austrália demonstra e aumenta a prontidão e letalidade de nossa força de ataque penetrante de longo alcance”, disse o Tenente-coronel Andrew Kousgaard, comandante do 393º Esquadrão de Bombardeiros Expedicionários.

Estamos ansiosos para treinar e aprimorar nossa interoperabilidade com nossos companheiros de equipe da RAAF, bem como parceiros e aliados em todo o Indo-Pacífico à medida que atendemos aos objetivos da PACAF.”

Foto: Tech. Sgt. Dylan Nuckolls/USAF.

Segundo a PACAF, o Comando Estratégico dos EUA realiza rotineiramente operações da Força-Tarefa de Bombardeiros em todo o mundo como uma demonstração do compromisso dos EUA com a defesa coletiva e com a integração com as operações e atividades do Comando de Combate Geográfico.