• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Imagens: Helicópteros dos EUA e Brasil voam juntos em exercício no RJ

Uh-1Y Venom EUA UH-15 Super Cougar Marinha do Brasil USMC UNITAS Rio de Janeiro
Um UH-1Y Venom dos Fuzileiros Navais dos EUA e um UH-15 Super Cougar da Marinha do Brasil durante o lançamento de paraquedistas na Base Aérea de Santa Cruz. Foto: USMC.

Helicópteros UH-15 Super Cougar da Marinha do Brasil (MB), UH-1Y Venom e AH-1Z Viper dos Fuzileiros Navais dos EUA (USMC) operaram lado a lado durante demonstrações militares no Rio de Janeiro. As atividades são parte da 63ª edição do exercício multinacional UNITAS.

No vídeo publicado pela MB na quinta-feira (8), um helicóptero de transporte Helibras UH-15 Super Cougar (Airbus H225M Caracal) pousa em uma base na Ilha do Governador para desembarcar tropas. Ao mesmo tempo, blindados Piranha IIIC e CLAnf (AAV-7A1), do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), se aproximam junto de mais blindados LAV-25 e L-ATV do USMC.

Nos céus acima, um helicóptero de ataque Bell AH-1Z Viper sobrevoa o grupo em solo como forma de cobertura, completando a “demonstração operativa” ao Secretário da Marinha dos EUA, Carlos Del Toro, e demais autoridades. 

Helicópteros USMC MB UH-15 AH-1Z UNITAS EUA Brasil

Foto: USMC.

Em outra atividade, um Super Cougar da MB e um UH-1Y Venom do USMC lançaram paraquedistas na área da Base Aérea de Santa Cruz, na zona oeste do RJ. Um AH-1Z também fez o emprego de armamentos na base, em um treinamento de Suporte Aéreo Aproximado. 

AH-1Z disparando foguetes de 70 mm durante o treinamento em Santa Cruz. Foto: USMC.

O helicóptero e os blindados dos EUA vieram ao Brasil a bordo do USS Mesa Verde (LPD-19), um navio-doca de assalto anfíbio da Classe San-Antonio, similar ao G40 Bahia da MB (antigo L9012 Siroco da Marinha Francesa). Os helicópteros norte-americanos pertencem ao Marine Light Attack Helicopter Squadron 773 Red Dogs.

Foto: USMC.

Helicópteros dos EUA

O AH-1Z Viper é a mais nova versão do AH-1 Cobra, um helicóptero de ataque que surgiu durante a Guerra do Vietnã tendo como base o UH-1 Huey. Também chamado de Zulu Cobra, o AH-1Z é operado pelo USMC e já foi comprado pelo Bahrein e República Tcheca.

A aeronave possui um canhão rotativo M197 de 20 mm e pode transportar mísseis AIM-9 Sidewinder, AGM-114 Hellfire, AGM-179 JAGM e foguetes Hydra e APKWS de 70 mm.

AH-1Z em São Pedro da Aldeia. Foto: USMC.

Assim como o Cobra, o UH-1Y Venom também tem suas origens no famoso Huey, sendo a versão mais moderna deste famoso helicóptero. Foi desenvolvido a partir do UH-1N Twin Huey para se tornar o mais novo helicóptero utilitário do USMC.

O UH-1Y pode transportar 10 soldados ou três toneladas de carga. Também foi comprado pela República Tcheca e pode ser armado com metralhadoras 7,62 ou .50 e foguetes de 70mm, como o Viper. Os dois helicópteros foram projetados no âmbito do Programa H-1, para substituir o AH-1W Super Cobra e o já mencionado UH-1N.

Helicóptero UH-1Y Venom USMC EUA Brasil Marinha

UH-1Y na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, RJ. Foto: USMC.

63ª Operação UNITAS

A demonstração, que viu a primeira vez em que os modernos helicópteros brasileiros e estadunidenses voaram juntos, faz parte da Operação UNITAS, um exercício naval e anfíbio realizado desde 1960. 

A edição deste ano começou oficialmente na quinta-feira e conta com a participação de 18 países e cerca de 5500 militares, 21 aeronaves e 21 navios, incluindo um submarino.

Segundo a Marinha, Grupo-Tarefa (GT) brasileiro é comandado pelo Contra-Almirante Marcelo Menezes Cardoso, Comandante da 1ª Divisão da Esquadra, e formado pelos seguintes navios: 

  • Navio-Aeródromo Multipropósito Atlântico;
  • Navio-Doca Multipropósito Bahia;
  • Navio de Desembarque de Carros de Combate Almirante Sabóia;
  • Fragatas Constituição, Liberal e União;
  • Embarcação de Desembarque de Carga Geral Camboriú;
  • Navio-Patrulha Oceânico Amazonas;
  • Navio-Patrulha Macaé;
  • Navio de Apoio Oceânico Purus
  • Navios-Varredor Aratu e Araçatuba. 

O GT contará, ainda, com um destacamento de Mergulhadores de Combate, uma tropa de 500 Fuzileiros Navais, Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) e o apoio das seguintes aeronaves: UH-15 Super Cougar, SH-16 Seahawk, AH-11A/B Super Linx, UH-12 Esquilo e os caças AF-1B/C Skyhawk. 

Os aviões P-3AM Orion e P-95M Bandeirulha da Força Aérea Brasileira também participam da operação. Outra aeronave presente no exercício é o P-8 Poseidon da Marinha dos EUA, um jato de patrulha marítima baseado Boeing 737 comercial. A aeronave chegou ao Brasil na quarta-feira (7), pousando em Belém (PA) para reabastecimento.

A 63ª UNITAS terá a participação de dezessete marinhas estrangeiras: Camarões, Chile, Colômbia, Coreia do Sul, Equador, Espanha, Estados Unidos, França, Jamaica, México, Namíbia, Panamá, Paraguai, Peru, Reino Unido, República Dominicana e Uruguai.

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.