Sidnei Piva Grupo Itapemirim Justiça
Foto: DIvulgação

O Grupo Itapemirim está enfrentando mais uma situação difícil em seu processo de Recuperação Judicial. Após ter suas linhas suspensas pela ANTT, agora a administradora responsável pela RJ da empresa de Sidnei Piva solicitou na justiça a falência do grupo.

De acordo com a EXM Partners, não há mais como garantir que a empresa tenha um patrimônio capaz de pagar os credores da Recuperação Judicial.

Além disso, o Grupo Itapemirim não tem uma receita que seja capaz de pagar todos os seus funcionários há vários meses, e a situação está insustentável, sem apresentação dos resultados financeiros, o que não permite acompanhar a saúde da empresa.

Outro ponto apontado pela EXM Partners é o desvio de R$ 45 milhões sem autorização judicial para fundar a ITA Transportes Aéreos, companhia aérea do grupo que teve apenas seis meses de atividades comerciais, encerrando seus voos em dezembro de 2021.

Itapemirim ITA
Foto: Gabriel Benevides/Aeroflap

“A saúde financeira e operacional do Grupo Itapemirim foi fatalmente debilitada por atos levados a efeito na gestão de Sidnei Piva de Jesus, Adilson Furlan (diretor financeiro e operacional) e Karina Mendonça (diretora jurídica). As empresas hoje geram poucos empregos, mas não possuem mais capacidade de pagar a folha salarial, ou seus fornecedores regulares, tampouco recolher impostos. Assim, sequer cumprem com a sua função social, preceito básico para que este instituto perdure ativamente”, diz a petição.

No seu pedido à justiça, a EXM Partners também solicita que toda a infraestrutura da Itapemirim no setor rodoviário seja repassada para a Suzantur, através de arrendamento. Isso permitiria que Sidnei conseguisse aumentar a receita do Grupo, além de outra tentativa além da venda da divisão aérea da Itapemirim, que não teve sucesso.

Incluindo os problemas operacionais na divisão da aviação que não opera mais desde dezembro do ano passado, o Grupo Itapemirim que está em recuperação judicial também enfrenta problemas na viação, com diversos relatos de greves por parte de funcionários que reivindicam o pagamento dos seus salários, incluindo melhores condições de trabalho.

 

Com informações de InfoMoney.