Junkers Ju-52 avião
Foto: Junkers Flugzeugwerke AG/Divulgação

É inegável que o Junker Ju-52 é uma máquina clássica da aviação. Com três motores, este avião foi desenvolvido no início da década de 30, e tinha como concorrente outro avião clássico, o Douglas DC-3.

Originalmente o Ju-52 tem capacidade para transportar até 19 passageiros, voa a 246 km/h e tem um alcance curto de voo, de apenas 1000 km. Essas podem não ser características que enchem os olhos neste século, mas na época era uma boa aeronave.

O Ju-52 era tão requisitado na época que compôs a frota de forças aéreas de vários países europeus, e também foi amplamente utilizado para transporte de passageiros nos primórdios da aviação. Cerca de 4840 aeronaves foram produzidas de 1930 até 1952.

Na feira de aviação Friedrichshafen, na Alemanha, que ocorreu neste final de semana, a empresa Junkers Flugzeugwerke AG apresentou um bonito Ju-52, teoricamente na versão NG.

Motor V12 da RED Aircraft, produzido para uso em aeronaves. Foto: Junkers

Ao contrário do antigo, a empresa propõe que o Ju-52NG não terá barulhentos motores radiais da BMW. Nos locais entram motores V12 da RED Aircraft que produzem 550 hp e hélices de cinco pás, um conjunto que não promete uma grande economia de combustível.

O interior, lógico, não poderia deixar de ser reformulado pela Junkers. A fabricante promete equipar o Ju-52NG com modernos aviônicos Garmin, TCAS e GPS. Somente dois pilotos serão necessários para voar com a aeronave.

Na fuselagem e na parte externa a Junkers promete um alívio de peso, ou seja, o novo Ju-52 será mais leve em comparação com o antigo. O peso da aeronave vazia diminuirá de 10,5 para 8,6 toneladas.

A capacidade será para 14 passageiros e com velocidade de voo de lentos 180 km/h. 

Junkers Ju-52
Foto: LFSB Plane Pictures (CC BY-NC-ND-2.0)

A aeronave de matrícula HB-HOS está sendo modificada pela equipe da Junkers, liderada pelo empresário Dieter Morszeck, para os testes com novos aviônicos e motores. Este avião foi entregue em 1939 para a Força Aérea da Suíça, onde serviu até 1981. Ele entrou em serviço pela JU-Air em 1983, e desde então opera voos pela empresa de turismo.

Logicamente, a nova Junkers não tem meta de vender em grandes quantidades. A empresa deseja resgatar a aviação antiga, e é possível observar esse movimento com os conceitos A50 JÚNIOR e A60, antigos aviões alemães que estão voltando ao mercado, para entusiastas.

Junkers Ju-50 Junior
O Ju-50 é um avião esportivo de construção metálica, e que voou pela primeira vez em 1929.