LATAM Brasil

O Grupo LATAM está em um amplo processo de renovação de frota, que foi iniciado há alguns anos, mas ganhou força nesse pós-pandemia. E recentemente a companhia latina fechou um contrato com a China Aircraft Leasing (CALC), onde entregará seis aviões da sua frota para desmonte.

De acordo com a CALC, os aviões serão desmontados em Tupelo, nos Estados Unidos, onde as peças usadas serão reaproveitadas para outros aviões. 

A CAAM transferirá as seis fuselagens para a Universal Asset Management (UAM), a plataforma de pós-venda do Grupo especializada em desmontagem de aeronaves, logística de terceiros e vendas de componentes, para reciclagem.

Em compensação, a empresa pagará um valor específico para a LATAM por estes seis aviões, que sairão da frota entre 2022 e o início de 2023.

Atualmente, o Grupo LATAM possui uma frota de 299 aeronaves da Boeing (modelos 767, 777 e 787) e da Airbus (modelos A321, A320, A320neo e A319). Além disso, LATAM Cargo Chile, Colômbia e Brasil também contam com uma frota conjunta de 14 aeronaves cargueiras, que será ampliada gradualmente até totalizar 21 aeronaves cargueiras em 2023.

No Brasil, a frota da companhia é atualmente composta por 131 aeronaves da Airbus (modelos A319, A320 e A321) e da Boeing (modelos 767, 777 e 787).

No Brasil a LATAM voltou a receber o A320neo novo de fábrica em junho. A aeronave de matrícula PR-XBI foi a primeira que chegou na frota no pós-pandemia, e a companhia espera receber 72 novas aeronaves nos próximos 6 anos.