Foto - Munich Airport

Devido às circunstâncias excepcionais causadas pela propagação do coronavírus e o consequente declínio drástico nas reservas, bem como os numerosos cancelamentos de voos, o Grupo Lufthansa decidiu reduzir a capacidade de oferta ainda mais do que o planejado anteriormente.

Dependendo do desenvolvimento adicional da demanda, a capacidade será reduzida em até 50% nas próximas semanas.

Esses ajustes de capacidade se aplicam a todas as companhias aéreas de passageiros do Grupo Lufthansa, como a Swiss, Eurowings e Austrian.

A380 da Lufthansa taxiando no aeroporto de Leipzige.

Além disso, está sendo analisada uma paralisação para toda a frota de aviões Airbus A380, totalizando 14 aeronaves, pode ficar temporariamente fora de serviço em Frankfurt e Munique.

Essa medida é projetada para reduzir as consequências financeiras da queda na demanda.

Além de um congelamento imediato de contratações, o Grupo Lufthansa já ofereceu a seus funcionários a concessão de férias não remuneradas e a antecipação de férias anuais.

A empresa está conversando com seus parceiros operacionais e sindicatos, a fim de evitar demissões, como conceder licenças não remuneradas ou férias coletivas.


 

DEIXE UMA RESPOSTA