T-45 Goshawk pousando no porta-aviões USS Theodore Roosevet- Foto: Marimha dos EUA

A USN (Marinha dos EUA), está atrás de um novo treinador naval para substituir os atuais Boeing T-45 Goshawk, que cumprem o treinamento dos jovens pilotos navais dos EUA.

De acordo com informações, a Marinha quer que o novo jato treinador esteja pronto para operar nos porta-aviões, incluindo os de propulsão nuclear até o ano de 2028, ou até mais cedo.

A USN também deseja que os novos jatos possam integrar tecnologias avançadas, como o Precision Landing Mode, usado para ajudar a pousar o Boeing F / A-18E /F Super Hornet em porta-aviões.

T-45 Goshawk pousando no

Em relação as características técnicas a nova aeronave deverá ter um teto operacional de 41.000 pés e ser capaz de velocidades superiores a 600kt (1.110 km / h),

Entre as aeronaves que podem entrar nessa jogada é o Boeing-Saab T-7A, aeronave que será o novo treinador da USAF, substituindo os atuais T-38 Talon. Outro avião na jogada é o T-50A da Lockheed Martin e por fim o T-100 da empresa italiana Leonardo.

T-7A Red Hawk – Foto: Boeing

O T-45 foi desenvolvido em 1970 pela McDonnell Douglas e pela empresa britânica British Aerospace. O T-45 é uma variante do inglês BAE Hawk, mas tem algumas mudanças, como a capacidade de pouso em porta-aviões.

De acordo com o site Flight Global, a USN opera hoje cerca de 194 unidades do treinador Goshawk.


Fonte de apoio: Flight Global/ Edição: Aeroflap

DEIXE UMA RESPOSTA