A Ala 10, localizada em Parnamirim, região metropolitana de Natal (RN), realizou, no dia 29 de junho, o treinamento do Plano de Emergência Aeronáutica em Aeródromo (PEAA). A atividade tem por objetivo manter a operacionalidade dos militares que serão acionados no caso de um acidente aeronáutico na Organização Militar e suas proximidades. A ação envolveu cerca de 100 participantes de diversas áreas de atuação.

O primeiro acionamento aconteceu às 8h05min, quando, supostamente, uma aeronave de transporte, com passageiros a bordo, teria saído da pista e deixado vários feridos em graus distintos de gravidade, além de alguns mortos. Ao chegar no local do acidente, os Bombeiros de Aeródromo realizaram as ações iniciais, como remoção das vítimas para um local seguro e resfriamento e isolamento da aeronave, a fim de evitar que uma explosão ou vazamento de combustível causasse outro acidente.

A equipe de saúde realizou a triagem dos feridos, separando-os de acordo com categorias de estado de urgência, prestou os primeiros atendimentos e removeu os feridos que apresentavam estado mais grave ao hospital mais próximo.

Logo após o encerramento dessa ocorrência, a sirene tocou novamente e uma outra simulação trouxe um caso de uma aeronave F-16 com vazamento de Hidrazina (H-70), combustível utilizado nessa aeronave e altamente tóxico. O objetivo da equipe de emergência, nesse novo cenário, foi de conter e neutralizar o vazamento do combustível e realizar o salvamento dos pilotos. Os Bombeiros de Aeródromo realizaram inicialmente o isolamento da área, para que ninguém fosse contaminado e, então, passaram à remoção dos pilotos de dentro da aeronave e encaminharam-nos para atendimento junto à equipe de saúde.

Ao final do treinamento, que durou cerca de duas horas, o Coordenador do PEAA, Major Aviador Leandro Tadeu Garcia Jacobini, destacou que o treinamento foi positivo e serviu para reforçar procedimentos e apontar pequenas discrepâncias, as quais serão prontamente corrigidas e adaptadas, visando a excelência no atendimento de emergências aeronáuticas no âmbito da Ala 10.

 

O PEAA

O plano visa organizar as ações necessárias ao pronto atendimento às emergências aeronáuticas ocorridas na área do aeródromo ou nas suas imediações, definindo atribuições, procedimentos e mobilizando os recursos disponíveis para efetuar uma transição eficaz da atividade de rotina para as operações de emergência; atender à aeronave envolvida e seus ocupantes, minimizando os efeitos do acidente; e garantir o retorno às operações de rotina, após o acidente.

 

Via – Força Aérea Brasileira