Astronauta trabalhando na Lua durante a missão da Apollo- Foto/Divulgação: NASA

A NASA divulgou nesta segunda-feira (21) seus planos para enviar a lua uma nova missão tripulada que contar pela primeira vez com uma mulher como membra da tripulação.

O Programa Artemis tem como objetivo enviar para a Lua uma tripulação em 2024. Para essa missão, a agência tem alguns programas internos no Artemis. São eles o novo foguete-SLS, a nave Orion, o sistema de pouso Human Landing Systems e a estação espacial lunar Gateway.

No entanto, para que tudo isso seja necessário é preciso ainda de uma aprovação do Congresso dos EUA.

O valor envolto no Programa Artemis é estimado em US $ 28 bilhões, sendo que são necessários cerca de US $ 3,2 para o pontapé inicial, disse o site Space Flight Now.

Artemis- Foto/Divulgação: NASA

“Com o apoio bipartidário do Congresso, nosso esforço do século 21 para a Lua está bem ao alcance da América”, disse o administrador da NASA Jim Bridenstine. “Conforme solidificamos mais nossos planos de exploração nos últimos meses, continuamos a refinar nosso orçamento e arquitetura. Estamos voltando à Lua para descobertas científicas, benefícios econômicos e inspiração para uma nova geração de exploradores. À medida que construímos uma presença sustentável, também estamos construindo um impulso em direção aos primeiros passos humanos no Planeta Vermelho. ”

Planos do Programa Artemis:

O ano de 2024 é a meta da nova ida de uma tripulação a lua, algo que não acontece desde 1972, com a última missão lunar, a Apollo 17.


Contudo, antes de 2024 outras coisas ligadas a missão irão acontecer. Na fase 1 serão feitos grandes testes com o foguete SLS e a espaçonave Orion.

Conceiro do SLS- Foto: NASA

Ainda na fase 1, ou Artemis I, a NASA irá lançar em 2021 uma missão sem astronautas, apenas para os devidos testes.

Já a Artemis II, vai acontecer em 2023 e essa já envolve astronautas. Entretanto, não haverá pouso no solo lunar, apenas um voo em órbita.

Enfim em 2014, vem a Artemis III, que consiste no pouso da tripulação em noss satélite natural.

Modos de pouso:

Créditos: Blue Origin

Para realizar um pouso preciso e seguro na Lua, a NASA está trabalhando em conjunto com empresas espaciais privadas, são elas a  Blue Origin, Dynetics e SpaceX, que já estão desenvolvendo sondas que possam fazer um pouso seguro.

“Há uma série de riscos diferentes quando você lida com voos espaciais humanos”, disse Bridenstine. “A NASA é realmente muito boa em lidar com os riscos técnicos”, conclui.

Para saber mais detalhes do Programa Artemis, clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA