Como publicado anteriormente pelo Portal AEROFLAP, na noite deste último domingo (20) o Canal ASA – Aviation, Space & ATC entrevistou o CEO da Nella, Maurício Souza, que juntamente do diretor de operações, John Long, divulgou as novidades sobre a nova empresa.

Em uma informação compartilhada anteriormente, a empresa espera trazer ainda em 2021 três aviões Airbus A320. Agora, as datas já estão pré-estabelecidas pela Nella.

O primeiro avião pode chegar em agosto, de acordo com John Long, diretor de operações. A segunda aeronave chega em setembro deste ano, seguido do terceiro A320, que chega em novembro.

Todos os aviões serão direcionados para o Aeroporto de São José dos Campos, e como a Itapemirim, a Nella diz que utilizará os serviços da Digex para pintura das aeronaves e adaptações.

De acordo com Long, outros aviões da frota chegam em 2022, até mesmo os regionais da ATR, já divulgados pela empresa anteriormente. Maurício Souza aproveitou para complementar a informação falando sobre o Boeing 737-800F na frota de carga, o avião que já operou na GOL chega neste ano, porém sem data prevista.

Logo, é possível estimar que no segundo semestre a companhia planeja avançar com seu processo de certificação, visto que os procedimentos finais necessitam de pelo menos um avião na frota e tripulantes já treinados e contratados.

O treinamento dos tripulantes também depende de outro processo de certificação, que a companhia planeja iniciar nesta semana. Este é a entrega dos manuais de operação e treinamento para a avaliação da ANAC.

Veja a entrevista no vídeo abaixo:

 

Contratações, parcerias e aportes na Nella

A Nella ainda não iniciará as contratações em massa, a empresa só abrirá as contratações para tripulantes, mecânicos e demais cargos após o processo de certificação avançar, com a aprovação dos manuais de treinamento, por exemplo.

Maurício Souza também afirmou, na entrevista de ontem (20), que cerca de 10 investidores estão fazendo aportes para possibilitar o início das operações desta maneira. Novamente, Souza não divulgou os envolvidos nos aportes iniciais.

Anteriormente os diretores afirmaram que a Nella fez uma parceria com a Viação Amarelinho, para conseguir uma integração do Modal Aéreo com o Rodoviário, assim como promete a Itapemirim.

 

DEIXE UMA RESPOSTA